• Redação

A estatísticas das finais dos mundiais


Chelsea e Palmeiras disputarão a 18ª final do Mundial de Clubes no sábado

Fornecemos estatísticas intrigantes do jogo e dos dois clubes

Lionel Messi e Cristiano Ronaldo aparecem


Liverpool (127) e Flamengo (124) tinham uma idade combinada de 251 anos quando se enfrentaram em 2019 – a idade cumulativa mais velha de dois finalistas do Mundial de Clubes da FIFA. Seguem-se Barcelona e River Plate (230 em 2015), Real Madrid e Grêmio (229 em 2017) e Chelsea e Palmeiras (223 este ano).


Lionel Messi marcou o último gol em uma final aos 110 minutos contra o Estudiantes em 2009. O Barcelona estava a momentos de perder aquele jogo até que Pedro cabeceou para casa um gol de empate no último minuto para levar a prorrogação. O Estudiantes continua sendo o único time a marcar primeiro em uma final do Mundial de Clubes, mas perde.


Thiago Silva tem mais internacionalizações (104) do que os 16 homens que jogaram pelo Palmeiras na semifinal (82). Além disso, o capitão paraguaio Gustavo Gomez tem 58 desses do gigante paulista (54). Os 14 que jogaram pelo Chelsea contra o Al Hilal somam 613 internacionalizações cumulativamente.


O Palmeiras é o recordista 10 vezes campeão brasileiro. O Chelsea conquistou seis títulos ingleses – o quinto melhor conjunto, atrás do Manchester United (20), Liverpool (19), Arsenal (13), Everton (9), Aston Villa e Manchester City (ambos com sete).

Crédito da foto deve ser NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images

Foram 9 vezes que Cesar Azpilicueta, que entrou no Chelsea contra o Corinthians em 2012, jogar no sábado, ele vai igualar um recorde por disputar finais com nove anos de diferença. Andres Iniesta e Cristiano Ronaldo atualmente o compartilham.

Danilo do Corinthians e Cesar Azpilicueta do Chelsea FC (Foto de Chris Brunskill Ltd/Corbis via Getty Images)

9 jogos na final é o recorde que o Palmeiras dará ao Brasil no sábado. Os clubes espanhóis participaram da decisão oito vezes.


9 anos se passaram desde que um time não europeu levantou o troféu. O Corinthians foi o último graças a uma vitória por 1 a 0 sobre o Chelsea no Japão 2012.


Dante, do Bayern de Munique, marcou o gol mais rápido em uma final aos 7 minutos de 2013. O zagueiro deu um toque requintado, girou e enterrou a bola para o goleiro Khalid Askri, do Raja Casablanca.


Foram 6 gols: AC Milan 4-2 Boca Juniors e Real Madrid 4-2 Kashima Antlers são as finais conjuntas do Mundial de Clubes com mais gols.


6 jogadores levantaram o troféu com diferentes clubes: Dida (Corinthians e AC Milan), Danilo (São Paulo e Corinthians), Thiago Alcântara (Barcelona e Bayern de Munique), Toni Kroos (Bayern e Real Madrid), Ronaldo (Manchester United e Madrid) ) e Xherdan Shaqiri (Bayern Munique e Liverpool).



As primeiras 6 finais envolveram apenas clubes da Europa e da América do Sul. A partir daí, no entanto, cinco dos últimos 11 decisivos incluíram uma equipe de fora desses continentes, com TP Mazembe, Raja Casablanca, Kashima Antlers, Al Ain e Tigres os lados em questão. Os Antlers chegaram mais perto de levantar o troféu, liderando o Real Madrid depois de uma hora em 2016, apenas para serem desvendados por uma tríplice coroa de Ronaldo, duas das quais vieram na prorrogação.

Final do Mundial de Clubes 2010: TP Mazembe 0-3 Inter

Um homem jogou em um recorde de 5 finais: Toni Kroos, que venceu todas. O meio-campista cerebral ajudou o Bayern de Munique a triunfar em 2013, antes de ajudar o Real Madrid a conquistar quatro títulos entre 2014 e 2018.


A maior vitória em uma final foi registrada pelo Barcelona, ​​com Xavi e Lionel Messi inspirando uma vitória por 4 a 0 sobre Neymar e Santos em 2011. Na verdade, foi a maior vitória conjunta em qualquer jogo do Mundial de Clubes da FIFA até Al Hilal golear Al Jazira 6-1 neste torneio.

Final do Mundial de Clubes 2011: Santos 0-4 Barcelona


Cristiano Ronaldo é o único jogador a marcar 3 gols em uma final. O português fez isso para inspirar o Real Madrid a uma vitória de virada sobre o Kashima Antlers em 2016.

Final do Mundial de Clubes 2016: Real Madrid 4-2 Kashima Antlers

3 finais anteriores foram disputadas entre Brasil e Inglaterra, com a anterior por 2 a 1. Todos os três terminaram no mesmo placar: São Paulo 1 x 0 Liverpool em 2005, Corinthians 1 x 0 Chelsea em 2012 e Liverpool 1 x 0 Flamengo em 2019.


0 brasileiros, nenhuma final foi disputada sem que um brasileiro aparecesse nela. A última equipe a não colocar um jogador do Brasil na partida foi o River Plate em 2015.


VEJA AS SURPRESAS NO MUNDIAL DE CLUBES


Informações vinda do FIFA.com


35 views0 comments