• Fernando Lima

AS PRIMEIRAS CORRIDAS EM OVAIS DA TEMPORADA

A Fórmula Indy começa a temporada dos ovais, com uma rodada dupla que iniciou no Texas.


A ARTIMANHA DA VELHA RAPOSA


A primeira prova já começou diferente, devido à falta da classificação por conta da chuva que CANCELOU o treino. O medo da chuva atrapalhar a primeira prova no sábado fez a organização optar em adiantar o horário da prova.

Com o grid definido pela classificação do campeonato tivemos o Alex Palou como pole position.

A prova começou com algumas bandeiras amarelas e foi morna na sua maior parte. Algumas estratégias erradas na pista beneficiaram Scott Dixon, que largou em 3º, fez a prova com uma performance bem consistente e contou com aquela sorte de campeão para vencer a prova.

A minha surpresa foi a bela corrida do nosso rookie Scott McLaughlin, que foi bem discreto até o último stint final, e brigou até a última volta com o Dixon, que ganhou devido a sua experiência maior que o novato.

O terceiro lugar foi do queridinho da turma, Pato O`Ward, que largou em 11º e fechou o pódio.

Agora nesta prova tivemos os brasileiros nas pistas. Como foi anunciado, os nossos pilotos Pietro Fittipaldi e o Tony Kanaan irão somente correr nos ovais. Pietro mostrou um bom rendimento, mesmo usando um ajuste do seu carro para circuitos mistos, largou em 14º e conseguiu terminar a prova em 15º. Tony Kanaan que teve um bom rendimento no treino livre, porém na prova manteve altos e baixos e fechou em uma posição sensacional, em 11º e tinha largado em 23º .


O PATO FAZENDO HISTÓRIA


A segunda prova (4ª etapa) começou com uma confusão que envolveu sete carros, entre eles os representantes do nosso país (Sebastien Bourdais, Alexander Rossi, Pietro Fittipaldi, Ed Jones, Dalton Kellett, Conor Daly e Tony Kanaan). Kanaan foi o único que conseguiu continuar na prova, com apenas a asa dianteira danificada (em tese). O acidente ainda mostrou uma imagem assustadora de Conor Daly, que capotou e se arrastou com o carro virado por bons metros! Mas todos saíram bem.

Após algumas voltas em bandeira amarela, tivemos a volta da prova com a velha raposa liderando mais de 140 voltas dentro das 248. Mas toda a emoção ficou com a aproximação dos jovens talentos O`Ward e Rahal, tudo indicava que iriamos ter mais uma vitória do Dixon, mesmo com a pressão dos jovens pilotos. Mas uma bandeira amarela devido ao pneu solto na pista do Rosenqvist deixando o carro lento até chegar no pit atrapalhou a corrida.

Nesta relargada por volta do final tínhamos Sato, Newgarden, Pato, Rahal, Dixon, Pagenaud, Power, Herta, Palou e McLaughlin no TOP10. Mas alguns deles teriam que fazer um pit porque ainda faltava 20 voltas. Então a batalha ficou entre Rahal, Newgarden e O`Ward que ultrapassou os concorrentes e venceu a prova.

Foi um final digno de uma grande prova para qualquer fã de esporte a motor. O Pato O`Ward mostra que será um candidato ao título e a McLaren já tanto mostra que terá como fazer frente a Team Penske e Chip Ganassi nesta temporada.

A próxima etapa será no dia 15/05 no circuito misto de Indianápolis, lembrando que este mês teremos as 500 milhas de Indianápolis.

5 views0 comments