• Vranlei Correa

AVASSALADOR, PALMEIRAS GOLEIA EM CASA

Verdão não tomou conhecimento do Independiente Del Valle e aplicou uma sonora goleada.

Time titular posa antes do jogo. Foto: César Greco / Palmeiras.

Pressionado pelos resultados ruins no campeonato estadual, o Palmeiras recebeu na noite desta terça-feira (27) o Independiente Del Valle - EQU, no Allianz Parque, em confronto válido pela segunda rodada da Copa Libertadores da América.


O JOGO

Abel Ferreira decidiu mandar a campo praticamente o mesmo time que estreou na competição na semana passada, com uma única alteração: Renan herdou a vaga de Alan Empereur, que fora expulso na partida contra o Universitario - PER. O time foi escalado no 3-5-2, esquema que tem sido o preferido do técnico português nesta temporada.


A partida começou quente, com o time equatoriano tomando as ações no meio-campo e tentando atacar a equipe alviverde, que buscava sair em contra-ataque, mas pecava no último passe. Passados alguns minutos, o Palmeiras começou a avançar as suas linhas de marcação, causando desconforto para a defesa adversária.


A estratégia deu certo. Aos 11 minutos, Raphael Veiga interceptou uma saída de bola e logo lançou para Rony, que encheu o pé para abrir o placar. O gol deu tranquilidade ao time da casa, que começou a dominar as ações do jogo e a criar algumas oportunidades, que foram defendidas pelo bom goleiro Ramírez.


Aos 20 minutos, veio o segundo gol. Em nova roubada de bola no campo de ataque, Patrick de Paula fez um passe em profundidade em direção à área, a zaga não conseguiu cortar e a bola chegou para Luiz Adriano, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes. Acabava a seca do atacante.


Os dois gols acordaram o time equatoriano, que começou a acelerar as jogadas e buscar mais o ataque. Porém, as investidas do time visitante sempre esbarravam na defesa bem postada do time alviverde, e nas belas intervenções do goleiro Weverton, que correspondia quando era exigido.


O segundo tempo começou como acabou o primeiro, com o Palmeiras levando pressão dos equatorianos. O time voltou em um ritmo mais baixo, o que permitiu aos visitantes crescerem no jogo e levar perigo à meta alviverde.


Mas, aos 25 minutos, Patrick de Paula foi esperto o suficiente para roubar a bola da defesa e sair na cara do gol, o meia chutou para a excelente defesa de Ramírez, mas aproveitou o rebote e marcou o 3° dos mandantes.


O Independiente não desistia e continuava a buscar o ataque a todo custo, mas a sorte não estava ao seu lado. Aos 29, Victor Luís escapou pela esquerda e cruzou para Rony marcar o seu segundo gol na noite. Calma, que ainda teve tempo para mais.

Rony foi o cara do jogo. Foto: César Greco / Palmeiras.

Aos 34, em cobrança de falta, Victor Luís soltou a bomba para mais uma grande defesa de Ramírez. No minuto seguinte, em cobrança de escanteio de Wesley, Danilo Barbosa fez o seu primeiro gol com a camisa verde, fechando a goleada. Ainda houve tempo para Wesley e William Bigode perderem chances claríssimas de gol, após lançamentos abusados de Felipe Melo. Por fim, o placar não houve mais alterações no placar.


O CARA DO JOGO: Rony mais uma vez foi letal na Libertadores. Com dois gols e várias jogadas de velocidade, causou muitos problemas à defesa equatoriana.


A DECEPÇÃO: Brian Montenegro ficou sumido durante todo o jogo. O atacante paraguaio, que é a esperança de gols do Del Valle, não conseguiu ter liberdade e na única chance que teve, jogou para fora.


CURIOSIDADE: O 3° gol do jogo, marcado por Patrick de Paula, foi o gol de número 12.000 na história do Palmeiras.


29 views0 comments

Recent Posts

See All