• Fernando Lima

BRASIL BATE CABEÇA

SELEÇÃO BRASILEIRA NÃO PASSA DE UM EMPATE CONTRA O EQUADOR, E ELIMINA A VENEZUELA


BRASIL 1 X 1 EQUADOR

Equador conseguiu um difícil empate de 1-1 com o Brasil e classificou, neste domingo, às quartas de final da CONMEBOL Copa América, em um Grupo B que deixou a Venezuela fora do torneio.


Simultaneamente ao duelo disputado em Goiânia, Peru derrotou a Venezuela por 1-0 e, com 7 pontos, classificou junto com Brasil (10), Colômbia (4) e Equador (3) para as quartas.


Com Neymar no banco, Brasil abriu o placar com um cabeçaço de Eder Militão (37), porém nos acréscimos, Equador reagiu e Angel Mena (53) empatou o duelo.


Brasil foi eficaz, porém falhou na defesa e os pupilos de Gustavo Alfaro aproveitaram para empatar e evitar saír como perdedores da CONMEBOL Copa América, que só manda para a casa uma seleção por série.


CURIOSIDADES DA PARTIDA:

· É a primeira vez na história que o Equador empata 3 jogos consecutivos na CONMEBOL Copa América. Além disso, todos os empates foram com gols (2-2 x Venezuela e Peru, e 1-1 x Brasil).

· Brasil anota, pelo menos, 1 gol por jogo na CONMEBOL Copa América, e não termina ganhando pela primeira vez desde a eliminação em 2015 contra o Paraguai após empatar 1-1 (8V). Os 3 empates e a derrota da seleção brasileira nesse intervalo foram em encontros onde o Brasil não marcou.

· Equador é a terceira equipe que conseguiu empatar após ir ao intervalo perdendo da seleção brasileira com Tite como treinador (Colômbia em 2017 e Suíça em 2018). Com Tite no comando, os outros 24 jogos onde o Brasil terminou o primeiro tempo na frente do placar, a Verde-Amarela acabou triunfando.

· Equador interrompeu uma racha de 10 vitórias consecutivas de Tite como treinador do Brasil em todas as competições e outra de 5 vitórias consecutivas do Brasil na CONMEBOL Copa América. Ambas eram as maiores rachas com Tite no comando da seleção.

· Brasil é a única equipe que anotou mais de um gol de cabeça na Copa América 2021. O gol de Éder Militão foi o terceiro consecutivo da seleção brasileira por esse meio.

· Ángel Mena é o segundo reserva em anotar um gol para o Equador na Copa América 2021 (o outro foi Gonzalo Plata). Além do 'La Tri', só Brasil (4) e Venezuela (1) tiveram gols anotados no torneio por jogadores que entraram do banco de reservas.



VENEZUELA 0 X 1 PERU

Peru classificou para as quartas de final da CONMEBOL Copa América 2021 ao vencer, por 1-0, uma Venezuela que lutou até o final, porém foi eliminada no jogo da quinta e última jornada do Grupo B


André Carrillo anotou para o Peru aos 48’, em uma vitória que colocou o conjunto inca entre as primeiras 8 seleções do torneio.


Com a derrota, Venezuela, que estava no último lugar com 2 pontos, foi eliminada, após o 1-1 entre Brasil e Equador, disputado em simultâneo.


Peru obteve um triunfo claro, porém trabalhado contra uma 'Vinhotinto' reforçada que se defendeu dos ataques inclusive encontrando chances na frente do arco inca, com a mesma entrega que mostrou em todas as suas atuações na Copa.


CURIOSIDADES DA PARTIDA:

· Peru só perdeu 1 dos 9 jogos que disputou contra a Venezuela na CONMEBOL Copa América (6V 2E). Além disso, manteve seu arco em zero nas 3 últimas apresentações contra a 'Vinhotinto' no torneio (2V 1E).

· Desde que Ricardo Gareca é o treinador do Peru, a seleção confrontou a Venezuela 6 vezes, venceu 2, empatou 3 e perdeu só 1: fue en marzo de 2015, em um amistoso disputado em Fort Lauderdale (0-1),

· Andrés Carrillo, do Peru, marcou seu segundo gol na CONMEBOL Copa América 2021 e o terceiro na história da competição. Nas 3 partidas do certame que marcou um gol (hoje x Venezuela, x Equador nesta mesma edição e x Paraguai em 2015) conseguiu na única finalização que realizou no jogo.

· Contra a Venezuela, Peru teve sua partida da atual CONMEBOL Copa América com mais finalizações (12, média 9.2), posse (56.9%, média 47%), eficácia de passes (86.5%, média 81.9%) e passes no último terço (57, média 44.3)

· Venezuela teve menos a bola que seu rival nos 4 jogos da atual CONMEBOL Copa América, onde tem a segunda média de posse mais baixa do torneio (37.3%, Bolívia tem 36.9%). Contra o Peru, a 'Vinhotinto' teve a bola 43.1% do tempo, seu registro mais alto no certame.


1 view0 comments

Recent Posts

See All