• Estante Do Esporte

CHELSEA É CAMPEÃO DA UEFA SUPERCUP

EM JOGO MORNO, O TIME DE LONDRES ERGUE O TROFÉU APÓS VENCER NAS PENALIDADES

Depois de ter afastado Atlético e Real Madrid na sua caminhada rumo à conquista da UEFA Champions League na época passada, o Chelsea entrou confiante para mais um embate frente a um adversário espanhol. Timo Werner e N'Golo Kanté ameaçaram, cedo, abrir o marcador, valendo ao Villarreal o seu goleiro, Sergio Asenjo.


Asenjo que, contudo, nada pôde fazer para evitar que Ziyech abrisse o marcador e coroasse o domínio inicial dos "blues", ainda antes da meia hora, a passe de Havertz. O Villarreal, contudo, respondeu bem e criou perigo pela primeira vez logo a seguir. Foi, então, a vez de Mendy brilhar na baliza do Chelsea, para negar o golo a Boulaye Dia.


Quando não foi Mendy, foram os ferros da baliza do Chelsea a evitar o empate, em ambas as ocasiões a remates de Gerard Moreno, que a fechar a primeira parte viu a bola devolvida pela trave e, a abrir a segunda, devolvida pelo poste direito.


Mas o Villarreal não desistiu e o golo do empate surgiu mesmo. Assistido, de calcanhar, por Dia, à terceira, à passagem do minuto 73, Gerard Moreno marcou mesmo.

A decisão seguiu então para prolongamento e, aí, foi o Chelsea que mais perto esteve de marcar. Pulisic, contudo, atirou ligeiramente ao lado na primeira ocasião de golo do tempo extra e Asenjo brilhou a remate de Mason Mount na segunda. Empate ao fim de 120 minutos e tudo para decidir nos pênaltis.


A pensar nesse desempate por pênaltis, Thomas Tuchel trocou Mendy por Kepa perto do fim e o goleiro espanhol acabou por ser decisivo, ao defender duas grandes penalidades, a última das quais batida por Albiol, capitão do Villarreal, já depois de a primeira série de cinco pênaltis ter terminado com quatro remates certeiros para cada lado.


Desta feita, ao contrário do que havia acontecido na final da Europa League, o Villarreal não foi feliz nas grandes penalidades e o Chelsea conquistou mesmo a sua segunda Supercopa Europeia.

DESEMPATE POR PÊNALTIS

0-0 Havertz (Chelsea) ❌

0-1 Moreno (Villarreal) ✅

1-1 Azpilicueta (Chelsea) ✅

1-1 Mandi (Villarreal) ❌

2-1 Alonso (Chelsea) ✅

2-2 Estupiñán (Villarreal) ✅

3-2 Mount (Chelsea) ✅

3-3 Moi Gómez (Villarreal) ✅

4-3 Jorginho (Chelsea) ✅

4-4 Raba (Villarreal) ✅

5-4 Pulišić (Chelsea) ✅

5-5 Foyth (Villarreal) ✅

6-5 Rüdiger (Chelsea) ✅

6-5 Raúl Albiol (Villarreal) ❌


Resultado final: CHELSEA 1-1 VILLARREAL (Pênaltis: 6-5)


JOGADOR EM CAMPO: GERARD MORENO (VILLARREAL)


PRINCIPAIS ESTATÍSTICAS

· Chelsea ergue o troféu pela segunda vez, depois de o ter conquistado pela primeira vez em 1998.

· Os detentores da Champions League levaram a melhor sobre os detentores da Europa League em oito as nove últimas edições da Supercopa Europeia.

· Sete das últimas nove Supercopa Europeias não ficaram resolvidas nos 90 minutos e duas das últimas três só foram decididas nos pênaltis.

· Os clubes ingleses somam, agora, nove vitórias na Supercopa Europeia, igualando o registo dos clubes italianos. Os clubes espanhóis continuam a liderar, com 15 vitórias.

· O Villarreal não conseguiu tornar-se na sexta formação espanhola a conquistar a prova.

· O golo de Ziyech foi o seu 13º em 60 jogos nas provas da UEFA.

· Gerard Moreno marcou oito golos nos últimos nove jogos pelo Villarreal nas provas europeias.


Escalações:

Chelsea: Mendy (Kepa 119); Zouma (Christensen 66), Chalobah, Rüdiger; Hudson-Odoi (Azpilicueta 82), Kanté (Jorginho 65), Kovačić, Alonso; Havertz, Ziyech (Pulišić 43); Werner (Mount 65)


Villarreal: Asenjo; Foyth, Albiol, Pau Torres, Pedraza (Estupiñán 58); Pino (Mandi 91), Trigueros (Moi Gómez 70), Capoue (Mario Gaspar 70), Alberto Moreno (Morlanes 85); Gerard Moreno, Dia (Raba 86)


11 views0 comments

Recent Posts

See All