• Gustavo Granato

COM DESFALQUES, BOCA LEVA GAROTOS E GANHA NA ALTITUDE

Boca encerra jejum de 51 anos sem ganhar em La Paz.


O Boca Juniors foi a Bolívia, em La Paz, para enfrentar o time do The Strongest no Hernando Siles e garantiu a vitória na estreia da Copa Libertadores da América. Mas nem tudo foram flores para os Xeneizes.

Os 14 garotos que o Boca levou para La Paz (Foto: Divulgação / Boca)

Um surto de COVID-19 no elenco fez o técnico Miguel Ángel Russo reunir às pressas vários jogadores das categorias de base do clube e jogadores que normalmente não são relacionados para a partida de hoje. Viajaram 14 garotos da base para La Paz e eles deram conta do recado.


O JOGO


Quem esperava um The Strongest pressionando no começo do jogo, errou feio. Os bolivianos começaram com a proposta de jogarem no contra-ataque, mesmo tendo a seu favor a altitude de La Paz e um Boca muito desfalcado.


Com 7 minutos do primeiro tempo, o principal jogador desse time do Boca, Sebástian Villa, fez 1x0 para os argentinos. O The Strongest ameaçou pressionar um pouco mais, usou e abusou de chutes de longe e viu o primeiro tempo terminar com o triplo de finalizações do Boca, mas nenhuma a gol. O brasileiro Willie, atacante do time boliviano, perdeu a maior oportunidade de gol na partida ao subir sozinho para cabecear sem goleiro e jogou para fora.


No segundo tempo, os bolivianos deixaram mais espaços para o Boca jogar e ofereceram o contra-ataque. Sebastian Villa, autor do primeiro gol, desperdiçou duas oportunidades claras de gol no início da segunda etapa e ligou o sinal de alerta para os argentinos.


Jogar na altitude não é nada fácil e com isso o Boca cansou. Viu o The Strongest ficar muito mais com a bola no segundo tempo e jogou administrando o perigoso resultado de 1x0. Medina e Varela, dupla de volantes da base, fizeram excelente partida e foram os destaques do Boca na partida, juntamente com Villa.


A equipe do The Strongest se mostrou a mais fraca dos últimos anos jogando pela Libertadores, mostrou ter um elenco muito limitado e não usou a altitude a seu favor para tirar pontos da equipe argentina.


Com o resultado, o Boca é o segundo colocado do Grupo C com 3 pontos. O próximo jogo é contra o Santos, dia 27 (terça-feira), em La Bombonera.

Villa é destaque mais uma vez (Foto: Conmebol)

O CARA DO JOGO: O artilheiro do Boca no ano, Sebastian Villa. O ponta do time argentino resolveu mais uma vez e marcou seu 5º gol no ano em 5 jogos.


A DECEPÇÃO: O ex-jogador de CSA, Vasco e Bragantino, Willie. Desperdiçou chance claríssima de gol que poderia ter mudado o rumo da partida ainda no primeiro tempo e não se redimiu na etapa final. A bola morria nos pés dele.


CURIOSIDADE: Quando foi campeão da Libertadores no ano de 2007, o Boca iniciou a competição jogando no mesmo estádio Hernando Siles, em La Paz. Na ocasião, a equipe empatou com o Bolívar e Riquelme foi o craque da equipe na competição.


CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO:


46 views0 comments

Recent Posts

See All