• Estante Do Esporte

DEU A LÓGICA NO GRUPO B

Brasil e Colômbia confirmam favoritismo e ganham na primeira rodada da Copa América 2021.


BRASIL X VENEZUELA

Neymar liderou a seleção brasileira na vitória contra a Venezuela. (Foto: Divulgação/CONMEBOL)

A CONMEBOL Copa América 2021 começou com vitórias de Brasil e Colômbia contra Venezuela e Equador, respectivamente, no primeiro dia de partidas do Grupo B da competição.


Abrindo a rodada, o anfitrião impôs sua autoridade diante da Venezuela com um resultado de 3 a 0 no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Marquinhos, Neymar (de pênalti) e Gabriel Barbosa fizeram os gols do time da casa, que começou a mostrar seu potencial para conquistar o que seria sua décima CONMEBOL Copa América, a segunda consecutiva.


NÚMEROS DA PARTIDA


• O Brasil não sofreu gols em seis dos sete jogos que disputou na CONMEBOL Copa América com Tite como treinador

• (5V 2E). Só o Peru, na final da edição 2019, conseguiu marcar (vitória por 3-1 para os brasileiros).

• O Brasil estreou com vitória em cinco das seis edições da CONMEBOL Copa América disputadas em seu país (1E). Na edição 2019, o resultado foi o mesmo do jogo contra a Venezuela: 3-0 diante da Bolívia.

• O Brasil estendeu para nove partidas sua sequência invicta frente à Venezuela na CONMEBOL Copa América (7V 2E). Neste

• intervalo, a equipe brasileira não sofreu gols em sete jogos.

• Neymar anotou seu 67º gol pela seleção brasileira. É o segundo maior goleador da história da seleção, e está a apenas 10 gols do recorde de Pelé.

• Marquinhos fez seu terceiro gol jogando pela seleção brasileira. Nos três jogos em que marcou, o Brasil saiu vencedor e não sofreu gols: 5-0 contra a Bolivia nas Eliminatórias, 5-0 com El Salvador em amistoso e este 3-0 frente à Venezuela.


COLÔMBIA X EQUADOR

Cardona fez o único gol da partida. (Foto: Divulgação/CONMEBOL)

No segundo jogo do dia, em Cuiabá, A Colômbia se impôs sobre o Equador em um duelo equilibrado que terminou a favor dos comandados do técnico Reinaldo Rueda graças a uma excelente combinação coletiva.


O meio-campista do Boca Junior Edwin Cardona concluiu uma grande jogada preparada a partir de uma falta perto da área para definir o 1 a 0 no final da partida, que acabaria como resultado definitivo.


NÚMEROS DA PARTIDA


• Oitava vitória consecutiva da Colômbia sobre o Equador na CONMEBOL Copa América (seis delas sem sofrer gols). Passaram 58 anos desde a última vitória dos equatorianos sobre os colombianos na competição, em um 4 a 3, na edição de 1963 do torneio.

• A Colômbia perdeu apenas dois de seus últimos 14 jogos pela CONMEBOL Copa América (8V 4E). Ambas as derrotas foram na edição 2016: contra Costa Rica (2-3) e Chile (0-2).

• A Colômbia chutou só cinco vezes contra o Equador, seu segundo número mais baixo nas últimas quatro edições da Copa América, apenas superando os dois chutes contra a Argentina, em 2015, em um empate por 0 a 0.

• O Equador teve a posse de bola em 58.4% do jogo, seu segundo número mais alto nas últimas quatro edições da CONMEBOL Copa América, atrás dos 73.3% conseguidos frente à Bolivia em 2015, quando também perdeu (2-3).

• Edwin Cardona fez seu primeiro gol na CONMEBOL Copa América na quarta edição que participa. Além disso, o atual volante do Boca Juniors não marcava pela seleção desde o amistoso com a Espanha em junho de 2016. No total ele tem seis gols com a Colômbia e este foi o primeiro com Reinaldo Rueda como treinador.

• É a primeira vez na carreira que Miguel Borja participa diretamente em gols em partidas consecutivas da Seleção Colombiana: converteu o tento de empate contra a Argentina pelas Eliminatórias e deu a assistência a Cardona contra o Equador.

• A última vez que a Colômbia ganhou de 1 a 0 do Equador pela CONMEBOL Copa América foi em 2001. Nesta edição os colombianos acabaram sendo campeões.O

6 views0 comments