• Gui Ribeiro

Deu Green! Palmeiras é tri

Seja bem-vindo ao grupo seleto dos tricampeões da Libertadores.

PALMEIRAS X FLAMENGO

Depois de um belo show da Anitta, o jogo começou pegado em Montevidéu, com os times utilizando as suas armas, pelo lado Verde Danilo, Dudu e Veiga; já pelo lado Rubro-negros, Gabi, De Arrascaeta e Bruno Henrique.

Armas estás que já aos 6 minutos, já fizeram a diferença para o lado Verde, após um excelente lançamento da linha do meio campo, Danilo encontrou o Maike, que cruzou para o meio da Área, na qual estava Veiga, que chutou para o gol balançando as rede do Flamengo, com uma bela contribuição de Diego Alves que nada pode fazer, ampliando ainda mais a sua fase artilheira no ano.

Eu acredito que para a posição de segundo volante da para testar o Veiga na seleção.

Depois do gol sofrido, o Flamengo alugou o ataque, colecionando gols perdidos, com o Bruno Henrique (esta a melhor chance do Flamengo no primeiro tempo) e o Gabriel Barbosa.


Com uma marcação melhor, o Palmeiras levou a vantagem nos primeiros 45 minutos de jogo.

O Palmeiras chegou pouco ao gol do Flamengo, mas aos 28 minutos após cruzamento do Gustavo Scarpa, Éverton Ribeiro cabeceou para trás quase marcando um gol contra.


Ainda no primeiro tempo, o Flamengo viu seu lateral esquerdo titular pediu uma substituição, para a entrada de Renê (geralmente jogadores criticados são os que marcam nas finais da libertadores).


Weverton, que assistia tranquilamente o jogo, fez uma boa intervenção após chute do De Arrascaeta. E foi só, fim do primeiro com destaque para o Danilo, que dita o ritmo do meio campo, Alviverde.

O segundo tempo começou com o Flamengo querendo diminuir o placar, chegando em duas oportunidades com k Gabriel Barbosa, que as aproveitou muito mal, em resposta Dudu deu aquele famoso chute do FIFA (R2+quadrado), nela estava o Diego Alves que voou para espalmar para escanteio.


O Flamengo, continuou na pressão, chegando com o David Luiz, que cabeceou para um milagre digno de São Marcos, para salvar o Verdão. Vai pintando o nome do segundo tempo.


De cabeça o Flamengo, chegou bem ao ataque, desta vez com o Bruno Henrique que tirou tinta da trave, deixando Weverton de espectador.


Em um segundo tempo dominado pelo Flamengo, Gabriel Barbosa, balançou as redes, depois de uma certa falha de posicionamento do Weverton.


Com um jogo mais equilibrado, De Arrascaeta ainda perdeu um gol feito, que daria o Título para os Rubro-negros.


Com um jogo equilibrado nós 90 minutos, o jogo foi para a Prorrogação.


Preparem os copos de água e os vídeos táticos. Haja coração!


Predestinado?

No início da prorrogação, Raphael Veiga, autor do gol saiu, após sentir uma contusão. Para o seu lugar entrou Deyverson (eleito craque do jogo), o jogador muitas vezes criticado, odiado pela torcida por conta de sua expulsões, partiu de sua vontade, fome de fazer gols, aproveitou a falha de Andreas Pereira, que foi fatal.

Deyverson aproveitou incidiu a área para balançar as redes! O Camisa 9, tem tudo para ser aquele cara que ninguém esperava garantir o título.


O detalhe curioso, são os dois extremos nos bancos de reservas, no lado Rubro-negro, o desânimo, um semblante de quem não sabe o que fazer para pelo menos empatar o jogo. Agora do outro lado, uma vibração gigantesca, apoios vindo do banco, os jogadores saudando os jogadores que saíram, como o caso de Maike, autor da assistência para o gol de Veiga.


E a agonia do torcedor, Palestrino, precisou aguentar 3 minutos de acréscimos para gritar pela segunda vez em menos de 1 ano, o segundo título da libertadores.


Fato curioso 2: a simulação do Deyverson após contato com o Pestana.

Parabéns Abel, Deyverson, Veiga, Danilo e todos os outros integrantes da comissão técnica.

Resultado no Estádio Centenário, em Montevidéu: Palmeiras 2X1 Flamengo.


57 views0 comments

Recent Posts

See All