• Redação

Dudu Barrichello encerra "produtiva" etapa de Mônaco da FRECA

Brasileiro entra novamente em ação na etapa de Paul Ricard, em junho

Dudu Barrichello teve em Mônaco seus melhores resultado na Fórmula Regional Eurropeia by Alpine – FRECA, ao receber a bandeira quadriculada na 11ª posição no sábado e o décimo terceiro na prova deste domingo.


O piloto apoiado pela Toyota Gazoo Racing, XP e Porto teve um bom desempenho nas ruas de Mônaco, palco da terceira etapa do campeonato. Sempre competitivo, acabou prejudicado na classificação, quando uma bandeira vermelha o impediu de completar sua volta rápida.


Mesmo assim o brasileiro fez duas ótimas manobras por fora no hairpin e Sante Devote para completar a primeira prova, no sábado, em 11º lugar.

Neste domingo, partindo do 11º posto, Dudu Barrichello escapou de dois acidentes e ocupava a 13ª posição após tentativa de chegar no top10 da corrida. Na abertura da segunda volta o safety car foi acionado para a retirada de dois carros que haviam batido.


Na quarta volta aconteceu a relargada, desta vez não houve acidentes e o brasileiro manteve a posição. O piloto da Arden vinha pressionando Sami Megurtounif em busca da 12ª posição nas estreitas ruas de Monte-Carlo.

A corrida seguia sem mais percalços, embora Dudu fosse mais rápido era difícil encontrar um ponto para ultrapassagem e após 20 voltas completadas o brasileiro recebeu a bandeira quadriculada na décima terceira posição.


O que ele disse:

“Encerramos o fim de semana aqui e foi muito produtivo para nós. O pace era muito bom nos treinos, mas o resultado deixou a desejar ainda. O quali não foi do jeito que a gente queria, o carro estava bom e eu andando bem, mas sofremos com a bandeira vermelha na volta boa. Ganhamos uma posição na primeira corrida e na segunda tentei arriscar para ganhar uma posição e acabei perdendo algumas. Foram dois resultados decentes que me deixaram feliz pela sequência do campeonato.” Dudu Barrichello


O próximo compromisso do brasileiro pela FRECA acontece no dia 5 de maio, em Paul Ricard.


6 views0 comments