• Estante Do Esporte

Dupla briga por título na Porsche Endurance Series

Dupla correu de Mercedes na sexta passada, Átila venceu de Stock Car em Curitiba no domingo e agora tripulação assume o Porsche #15

Com quatro corridas por três categorias diferentes no intervalo de apenas oito dias, Átila Abreu encara uma verdadeira maratona. Nesta semana o piloto sorocabano mais uma vez se une ao piloto campineiro Leonardo Sanchez para iniciarem a disputa do campeonato de Endurance da Porsche Cup.


Eles são os atuais bicampeões na classe GT3 Cup Sport e venceram também no geral em 2019. Conhecem bem a máquina de corrida mais produzida no planeta e esperam novamente lutar pelo título, tanto na classe quanto no geral.


Átila e Leo retornam a Interlagos uma semana depois de competir pelo Imperio Endurance Brasil no mesmo traçado. Na última sexta-feira, a dupla fez uma primeira metade da corrida de quatro horas impecável.


Depois de ficar sem freio na tomada de tempo e largar no fundo do grid com a Mercedes da classe GT4, Leo brilhou na largada e passou todos os concorrentes da categoria. Ele sustentou a dianteira durante boa parte de seu stint e entregou o carro para Átila na terceira posição.


O sorocabano logo tratou de avançar para segundo lugar e, apesar de um pit-stop problemático, estava na disputa pela liderança da classe. Mas em sua segunda passagem pelos pits o carro acabou saindo com uma roda mal fixada, ficando pelo caminho com três pneus duas voltas depois. O time que vinha com 100% de aproveitamento no Endurance Brasil abandonou sua primeira prova em 2021.


Átila então voou para Curitiba, onde no sábado classificou o Chevrolet Cruze #51 da equipe Shell V-Power em décimo lugar no grid da Stock Car. Ele terminou a primeira corrida em décimo (posteriormente promovido a nono por exclusão do carro vencedor por irregularidade no combustível). Largando da pole na corrida 2, Átila ficou quase a prova toda na vice-liderança. Até que o carro que vinha à sua frente teve pane seca no final, abrindo caminho para a segunda vitória do sorocabano na categoria nesta temporada.


Agora o desafio é extrair o máximo de performance do Porsche 911 GT3 Cup da geração 991-I e motor 3.8 litros.


Leo Sanchez vem em alta no campeonato de sprint, com direito inclusive a largada na pole. A expectativa da dupla é manter o bom entrosamento das últimas temporadas e novamente lutar pelo lugar mais alto do pódio.

O quali acontece na sexta-feira, com os dois pilotos marcando tempo. A ordem de largada é definida pela média dos dois competidores. No domingo a largada para a corrida de 300 km ou 2h45 de duração acontece às 10h30.


Os canais Sportv exibem a corrida na íntegra ao vivo em TV fechada. A Band mostra a largada e a primeira parte da corrida para São Paulo e, a partir de 12h30 em rede nacional para todo Brasil.


O QUE ELES DISSERAM:

“Foi uma pena a corrida do Endurance Brasil quando a estratégia estava perfeita e com certeza poderíamos ganhar mais uma vez em Interlagos. Mas quebras acontecem no automobilismo. Perdemos os 100% de vitórias, mas vamos lutar por mais um título com a Mercedes. O principal que era velocidade nós tínhamos e o meu stint inicial, especialmente a largada, me enchem de confiança para a etapa da Porsche Cup essa semana. O Átila vem em grande fase e vamos trabalhar muito para buscar mais troféus para o Porsche #15”

Leonardo Sanchez


“Estou bem animado para voltar a competir de Porsche. É um campeonato que vencemos os dois últimos anos na Sport e fomos campeões e terceiro no geral. Obviamente a meta não poder ser diferente, além de buscar o título. O Leo está acelerando muito bem neste ano e será necessário mostrarmos boa performance, pois vi algumas duplas anunciadas e o grid está cada vez melhor. Será um campeonato bem disputado, de três etapas. Gosto muito de correr de Porsche, acompanho o Leo sempre nas corridas de sprint e voltar a competir e defender o título será demais. Os últimos dias foram bem corridos e passar por três categorias diferentes, com carros diferentes e em pistas diferentes em menos de dez dias é uma grande experiência. Todos são bons carros e eu gosto de pilotar, então é um prazer me adaptar às exigências de cada um deles para tirar o máximo. Cada um tem sua característica, mas como venho andando com eles nos últimos anos acho que consigo rapidamente me entender bem com cada um. Nesta etapa teremos ainda a presença do meu chefe de equipe na Stock Car, Joselmo Barcik, o Polenta, fazendo nossa estratégia e coordenando a corrida pelo rádio. Então isso vai ajudar ainda mais o entrosamento que está frutificando lá”

Átila Abreu

4 views0 comments