• Vranlei Correa

#ElClasificado: Palmeiras vence mais uma e iguala recorde

Ao melhor estilo "Park the bus" de Mourinho, Palmeiras vence e avança à próxima fase da competição.


A quarta rodada da Copa Libertadores reservava um duplo desafio aos comandados de Abel Ferreira: enfrentar o Independiente Del Valle e a altitude de 2.734 metros do estádio Rodrigo Paz Delgado, em Quito - EQU. Ambos os desafios foram superados com maestria.


O JOGO:


Precisando da vitória para não se complicar no grupo, o técnico Renato Paiva fez mudanças na equipe do Del Valle, e apostou na altitude como trunfo para garantir o resultado positivo. Ao técnico Abel Ferreira, sabendo das dificuldades que teria pela frente, mandou a campo o mesmo time das rodadas anteriores, mas promovendo a entrada de Felipe Melo no meio-campo, para dar mais equilíbrio defensivo à equipe escalada no 3-5-2.

Desde os primeiros minutos de jogo, o Independiente Del Valle tomou as rédeas e ditou o ritmo do duelo. A equipe da casa variava os seus ataques, ora tentando infiltrações, ora forçando cruzamentos e chutes de fora da área, que por vezes causavam perigo. Mas todas as suas investidas esbarravam na defesa bem postada da equipe alviverde, que cortava e bloqueava quaisquer ameaças.


O ataque palestrino fora improdutivo durante a maior parte do tempo, pois sempre estava em posição de impedimento nos lançamentos que vinham de meias e zagueiros. Aliás foi um festival de impedimentos, com 5 marcações apenas no primeiro tempo.


Porém, nos momentos que conseguia encaixar o contra-ataque, produzia lances de perigo. E em um destes lances, Patrick de Paula fez um passe em profundidade para Luiz Adriano, que fora derrubado por Ramírez dentro da área. Pênalti marcado com convicção pelo árbitro Jesus Valenzuela. Raphael Veiga cobrou no meio do gol e fez o único tento da partida.


Raphael Veiga marca para o Palmeiras. Foto: Twitter @libertadores

A segunda etapa foi ainda mais dramática para os palmeirenses. Os equatorianos sufocavam com sua marcação alta, com a posse de bola próxima à grande área e tentavam a todo custo arrancar o gol de empate. Cruzamentos, tentativas de infiltração, chutes de fora da área. A cada minuto o desespero do time mandante era evidente, enquanto que a defesa, liderada por um excelente Gustavo Gómez, conseguia afastar cada investida adversária.


A tática de "estacionar o ônibus" ficou mais evidente quando o técnico português tirou Luiz Adriano para colocar Danilo Barbosa, deixando apenas Rony no comando de ataque. Aliás, o ponta foi responsável pelo desafogo da equipe, sempre dando trabalho aos adversários e foi protagonista de uma jogada sensacional, onde parou na boa defesa de Ramírez.


Nos minutos finais, Renato Paiva foi pro tudo ou nada, promovendo trocas de zagueiros por atacantes, mas não deu em nada. A equipe do Del Valle não conseguiu furar o bloqueio alviverde e se complica na busca da vaga à próxima fase. Ao Palmeiras, resta a comemoração. Com a vitória de hoje, foi o primeiro clube a garantir vaga nas oitavas de final da competição.

O CARA DO JOGO: Não foi apenas um, mas 5 caras do jogo. A linha defensiva composta por Gómez, Luan, Renan, Marcos Rocha e Victor Luís foi impecável, anulando as várias investidas do time equatoriano e garantindo a vitória alviverde.


A DECEPÇÃO: Luiz Adriano vem jogando abaixo do esperado nesta temporada. A corneta só não é maior por conta do calendário insano em que a equipe passa, impossibilitando treinamentos e descansos aos jogadores. Mas o atacante anda devendo...


CURIOSIDADE: O Palmeiras iguala o recorde de invencibilidade fora de casa do River Plate, que ficou 12 partidas sem perder entre 2018 e 2019. Com a vitória de hoje, os palestrinos chegaram aos mesmos 12 jogos (9 vitórias e 3 empates). Dá pra buscar o recorde absoluto.


CORNETA DO COLUNISTA: Admiro muito as convicções de Abel Ferreira, mesmo quando o time abdica de jogar futebol. O cara foi com uma estratégia, seguiu à risca e saiu vencedor, provando a todos que dispõe de um sistema defensivo muito forte e que não tem medo de jogar de acordo com o adversário. Os resultados falam por si. Apesar do jogo horrível de hoje, consigo enxergar o propósito da sua abordagem. Deixem o homem trabalhar.


Recent Posts

See All