• Vranlei Correa

ESTREIA DRAMATICA

No apagar das luzes, Verdão arranca a vitória fora de casa.


O Palmeiras estreou com vitória na Copa Libertadores da América 2021. Em partida válida pelo Grupo A, o atual campeão da competição teve que suar muito para garantir os 3 pontos contra o Universitario, do Peru. A partida foi no Estádio Monumental "U", em Lima.


O JOGO


O técnico Abel Ferreira surpreendeu e mandou a campo o time escalado no 3-4-2-1, visando maior segurança defensiva, liberando os alas e com intensa movimentação dos meias Danilo e Patrick de Paula. A escolha do português pareceu acertada, com o time visitante demonstrando superioridade desde os primeiros minutos da partida.

Universitario 2 x 3 Palmeiras. (Fonte: SofaScore)

Como demonstrado no Guia da Libertadores 2021, o Palmeiras consegue criar as oportunidades, mas peca no poder de decisão. Após perder algumas chances claras, o gol veio aos 20 minutos, com Danilo aproveitando um escanteio bem batido por Raphael Veiga. A vantagem trouxe um certo conforto aos visitantes, que rodaram bem a bola e seguraram o resultado até o intervalo. Na volta do segundo tempo, logo aos 7 minutos, Luan lança para Rony, que domina e dá um passe açucarado para Veiga soltar a bomba e ampliar o marcador.


Tudo estava tranquilo até os 19 minutos, quando o jogo virou o caos. Alan Empereur em um lance ridículo, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. No mesmo minuto, o time peruano descontou com Enzo Gutiérrez, aproveitando cobrança perfeita de falta. O gol acordou o time do Universitario, que foi pra cima do visitante abalado.


Cerca de segundos depois, no abafa dos peruanos, Danilo se apavorou e dominou a bola com o braço. Pênalti bem marcado que Enzo Gutiérrez cobrou com força para empatar a partida. Em questão de 3 minutos, o jogo que estava controlado pelo Palmeiras virou um empate, e quase virou uma pesada derrota, com algumas lambanças acontecendo nesse meio tempo.


Entre várias substituições para consertar o prejuízo, dois jogadores foram fundamentais para a vitória. No último lance da partida, Gustavo Scarpa cobrou o escanteio e Renan cabeceou firme, sem chances para José Carvalho.


O CARA DO JOGO: Raphael Veiga mais uma vez jogou muito nesta noite. Com uma assistência e um golaço, foi fundamental para a vitória alviverde. Foi substituído quando Empereur foi expulso.


DECEPÇÃO: Luiz Adriano vive uma seca interminável de gols. Apesar de grande contribuição na construção das jogadas e na recomposição defensiva, o atacante precisa reencontrar o caminho das redes.


CORNETA DO COLUNISTA: O torcedor Palmeirense não tem um dia de paz. Em um jogo que parecia controlado contra um adversário inferior, o time consegue complicar tudo com UMA decisão errada. Ainda bem que conseguiu a vitória e, com o empate dos adversários diretos, já começa a competição em vantagem. Os jogadores precisam colocar a cabeça no seu devido lugar.



TUDO IGUAL NO EQUADOR

Argentinos foram com estilo bem defensivo para a partida.

No confronto dos outros integrantes do Grupo A, o Independiente Del Valle recebeu o Defensa y Justicia no estádio Rodrigo Paz Delgado, em Quito. Como de praxe, os equatorianos começaram com tudo, pressionando e encurralando os argentinos. Mas, como também relatado no Guia da Libertadores, o time equatoriano vacilou e cedeu o contra-ataque, que Carlos Rotondi aproveitou e teve caminho livre para abrir o placar aos 7 minutos.


Os equatorianos voltaram a pressionar logo após o gol e, aos 28 minutos, Ortiz empatou a partida, com um belo cabeceio. O time argentino não tinha qualidade suficiente para sair da pressão do time mandante e só restava se defender. O jogo virou um verdadeiro ataque contra defesa, até o fim da partida.


Resultado: Independiente Del Valle 1 x 1 Defensa y Justicia.
















CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO:



Recent Posts

See All