• Redação

F1 aprova mudanças no Regulamento Esportivo em relação a pontos para corridas encurtadas

A Comissão de F1 votou a favor de mudanças no Regulamento Esportivo sobre como os pontos são concedidos caso um Grande Prêmio não complete sua distância de corrida pretendida.

As conversas sobre o assunto estão ocorrendo desde que o GP da Bélgica de 2021 em Spa-Francorchamps foi encurtado devido ao mau tempo.


LEIA MAIS: Fórmula 1 realizará três eventos de Sprint em 2022


Max Verstappen, da Red Bull, foi declarado vencedor da corrida, que ficou duas voltas atrás do Safety Car, pois a chuva forte impossibilitou a corrida com bandeira verde. Verstappen e o resto do top 10 receberam meio ponto.

Na segunda-feira, após uma reunião em Londres, a Comissão de F1 aprovou propostas de atualização do Regulamento Esportivo sobre como os pontos serão distribuídos quando a distância da corrida não for concluída.


Nenhum ponto será concedido a menos que um mínimo de duas voltas tenham sido completadas pelo líder sem a intervenção de um Safety Car ou Virtual Safety Car.


Caso o líder tenha completado mais de duas voltas, mas menos de 25% da distância programada da corrida, os cinco primeiros colocados receberão pontos da seguinte forma:


1º – 6 pontos

2º – 4 pontos

3º – 3 pontos

4º – 2 pontos

5º – 1 ponto


Se o líder tiver completado 25%, mas menos de 50% da distância programada da corrida, os pontos serão atribuídos aos nove primeiros da seguinte forma:


1º – 13 pontos

2º – 10 pontos

3º – 8 pontos

4º – 6 pontos

5º – 5 pontos

6º – 4 pontos

7º – 3 pontos

8º – 2 pontos

9º – 1 ponto


Caso o líder complete 50%, mas menos de 75% da distância programada da corrida, os pontos serão atribuídos aos 10 primeiros da seguinte forma:


1º – 19 pontos

2º – 14 pontos

3º – 12 pontos

4º – 9 pontos

5º – 8 pontos

6º – 6 pontos

7º – 5 pontos

8º – 3 pontos

9º – 2 pontos

10º – 1 ponto


Qualquer porcentagem da distância da corrida concluída acima desse limite verá a pontuação total concedida aos 10 primeiros.


Como é sempre o caso, todas as alterações regulatórias estão sujeitas à aprovação do Conselho Mundial de Automobilismo.

16 views0 comments