• Redação

F2 SPRINT RACE: Armstrong defende Daruvala e conquista a vitória em Imola

Marcus Armstrong, da Hitech Grand Prix, controlou a Sprint Race de Imola para conquistar sua primeira vitória na temporada 2022 da FIA Fórmula 2.


O piloto da Nova Zelândia fez uma largada forte da segunda posição e avançou para a liderança na corrida para a primeira zona de frenagem. A partir daí, ele passou incontestável e cruzou a linha em primeiro lugar.


Atrás dele, a dupla da PREMA Racing de Jehan Daruvala e Dennis Hauger conquistou os lugares finais no pódio, apesar de Hauger ter um susto de carroceria solta nas últimas etapas. No entanto, o atual campeão de Fórmula 3 da FIA conseguiu abrir sua conta de pódio em 2022.

COMO ACONTECEU

Logan Sargeant, da Carlin, largou da pole position invertida do grid, no entanto, o membro da academia da Williams Racing lutou para se afastar da linha.


Sua largada lenta permitiu que Armstrong passasse para a liderança, e o americano foi engolido ainda mais por seus rivais, caindo para o quinto lugar no final da primeira volta.


Embora aqueles na frente tenham conseguido mantê-lo limpo, o mesmo não pode ser dito para o grupo mid-pack. David Beckmann rodou na primeira volta, com Clément Novalak incapaz de evitar o piloto do Charouz Racing System e sofrendo danos na asa dianteira.


Beckmann se aposentou da corrida, juntando-se a Amaury Cordeel à margem depois que o piloto belga caiu no caminho para o grid antes do início da corrida.


Uma intervenção do Safety Car foi solicitada para o Charouz encalhado, com Armstrong julgando a relargada perfeitamente e escapando das garras de Daruvala atrás. Daruvala, por sua vez, estava sendo perseguido por seu companheiro de equipe Hauger, no entanto, o piloto norueguês não conseguiu encontrar uma maneira de passar por seu companheiro de equipe júnior da Red Bull.

Ralph Boschung se tornou o último abandono na volta 9, pois foi forçado a encostar na lateral da pista com um problema. Um carro de segurança virtual foi chamado, cujo final viu Daruvala se aproximar ainda mais das costas do líder da corrida Armstrong.


Nas voltas finais, porém, Daruvala não conseguiu passar Armstrong e foi forçado a se contentar com o segundo lugar na estrada. Com Hauger em terceiro, Roy Nissany da DAMS obteve seu melhor resultado da temporada em quarto.


Felipe Drugovich cruzou a meta em quinto depois de ultrapassar Logan Sargeant na penúltima volta da corrida. Théo Pourchaire foi sétimo para ART Grand Prix, enquanto Liam Lawson levou o ponto final em oitavo lugar.


Houve disputas tardias pela posição mais atrás, com Frederik Vesti passando por Jack Doohan pela 10ª posição, ficando atrás do nono colocado Ayumu Iwasa na bandeira quadriculada.


CITAÇÃO PRINCIPAL – Marcus Armstrong (Grande Prêmio de Hitech)

“Finalmente consegui essa vitória na corrida. Foi difícil, não tive rádio durante toda a corrida. O VSC foi muito difícil, tive que assistir TV e ver quando o Safety Car estava terminando.


“Isso foi realmente estressante. Mas, felizmente, consegui escapar. Havia uma TV quando ficou verde, tão perfeito! O resto da corrida foi tranquilo, mas eu tinha um Jehan Daruvala rápido me seguindo. Não foi tão fácil.”


A VISÃO DO CAMPEONATO

No Campeonato de Pilotos, Felipe Drugovich detém a liderança da classificação, com 49º lugar. Atrás dele está Lawson com 35º, seguido de perto por Daruvala com 33 pontos.


No Campeonato de Equipes, o Hitech Grand Prix tem 60 pontos em primeiro lugar, mantendo uma pequena vantagem sobre a MP Motorsport com 49. Carlin e PREMA e terceiro e quarto respectivamente, ambos com 47 pontos.


QUAL É O PRÓXIMO?

Depois de vencer com Armstrong no sábado, o Hitech Grand Prix espera mais glória no domingo na Feature Race, com Jüri Vips liderando o pelotão da pole position. A corrida está programada para começar às 05h20, horário de brasília.

11 views0 comments