• Estante Do Esporte

F3: Martins se recupera com a vitória no Barcelona Feature Race

Victor Martins deixou para trás a decepção de uma aposentadoria precoce na Sprint Race de ontem, fazendo uma exibição dominante para garantir sua segunda vitória na temporada de Fórmula 3. O piloto da ART Grand Prix assumiu a liderança na primeira curva e não olhou para trás, controlando o ritmo apesar de dois reinícios do Safety Car.


O pole position Roman Stanek colocou uma forte defesa para manter Isack Hadjar na linha de segundo. Alexander Smolyar trouxe para casa mais uma série sólida de pontos em quarto, à frente de Oliver Bearman da PREMA Racing e Jak Crawford.


Caio Collet sobreviveu a uma cobrança tardia de Franco Colapinto para terminar em sétimo, enquanto Kaylen Frederick se manteve em nono. Enquanto isso, Juan Manuel Correa enfrentou um duelo de três vias cheio de ação com Arthur Leclerc e Grégoire Saucy durante os estágios finais para arrebatar a posição final de pagamento de pontos no P10.


COMO ACONTECEU

Depois de conseguir sua primeira pole position na F3 na qualificação de sexta-feira, Stanek foi acompanhado na primeira fila por Martins. O piloto da Trident teve uma boa largada, mas não teve defesa para Martins. Taticamente, o piloto ART entrou no turbilhão do pole-sitter, comprometendo-se totalmente com um movimento inicial para dar a volta por fora da curva 1 para a liderança.


Uma fuga sólida permitiu que Hadjar saltasse para o P3, já que Leclerc foi engolido no início, caindo na ordem do P5. O piloto da PREMA de repente se viu lado a lado com o vencedor da Sprint Race, David Vidales, pelo nono lugar.


Na frente, Martins parecia tranquilo, começando a ficar sete décimos à frente de Stanek após a primeira volta. Na luta pelo segundo lugar, Hadjar estava pressionando Stanek, com Smolyar mantendo-se próximo da dupla.


No entanto, a vantagem de Martins logo foi desfeita na volta 4, quando o Safety Car foi trazido para recuperar Rafael Villagómez, da Van Amersfoort Racing, do muro na curva 4. Com o Safety Car voltando para os boxes quatro voltas depois, Martins não hesitou para colocar o pé no chão no início da chicane final, acertando um excelente reinício para puxar uma vantagem considerável de Stanek atrás.


O recomeço não foi tão bom para Frederick, pois Crawford mergulhou por dentro de seu compatriota americano para sexto e Collet logo o seguiu.

As corridas foram interrompidas mais uma vez na volta 11, depois que Brad Benavides, da Carlin, descobriu a barreira na curva 2. Em um reinício quase idêntico, Martins retomou as coisas, afastando-se de Stanek e Hadjar.


Na batalha pelo nono lugar, Leclerc e Vidales bateram nas rodas, tirando a dupla da pista. Enquanto a PREMA se recuperava, o Campos sofreu danos no pneu traseiro direito e foi derrubado na ordem, levando Colapinto ao nono e Correa ao 10º.


Determinado a lutar para voltar aos pontos, Leclerc começou a caçar Saucy à frente, mantendo-se próximo ao seu lado nas primeiras curvas para voltar ao 11º. No entanto, com uma penalidade de cinco segundos pairando sobre ele por causar uma colisão com Vidales, ele começou a pressionar Correa na frente.


Correndo sobre a grama, um movimento não convencional de Leclerc o fez voltar à pista à frente de Correa, antes de desacelerar significativamente na chicane final, permitindo que o piloto da ART voltasse e dando a Saucy a oportunidade de dar uma olhada.


À medida que as voltas finais chegavam ao fim, Stanek estava mais uma vez na defensiva, de olho nos retrovisores para Hadjar atrás. Tendo subido constantemente para os pontos, o ataque tardio de Colapinto do P12 o viu ultrapassar Frederick em oitavo e desafiar Collet até a bandeirada.


No entanto, ninguém conseguiu chegar perto de Martins, que cruzou a linha de chegada 2,4s à frente de Stanek, com o Hitech de Hadjar completando o pódio.

CITAÇÃO CHAVE: Victor Martins, ART Grand Prix


“Segunda vitória do ano – esta parece boa depois de ontem com o problema. É bom se recuperar com uma vitória. ART merece, eu tinha um mega carro. Eu estava apenas administrando a corrida e conquistamos a vitória.”


A VISÃO DO CAMPEONATO

A vitória promove Victor Martins de volta à liderança do Campeonato de Pilotos com 62 pontos. Outro fim de semana sólido de resultados coloca Roman Stanek em segundo com 56, seis pontos à frente do júnior da Red Bull Jak Crawford. Isack Hadjar está em quarto com 47 pontos, e Arthur Leclerc completa os cinco primeiros com 43.


A PREMA Racing mantém a liderança do Campeonato de Equipes com 120 pontos. O ART Grand Prix continua em segundo com 98, à frente do Trident em 75. O Hitech Grand Prix é o quarto com 63, com a MP Motorsport em quinto com 56 pontos.


QUAL É O PRÓXIMO

A Fórmula 3 volta às pistas em pouco mais de um mês, com a quarta rodada do Campeonato em Silverstone, de 1 a 3 de julho.

5 views0 comments