• Fernando Lima

F4 US: GABRIEL FONSECA TERMINA NO TOP 10

Brasileiro larga na terceira fila na corrida desta segunda-feira.


Após cinco corridas no campeonato, o paulista Gabriel Fonseca mantém 100% de aproveitamento de top10 na Fórmula 4 US. O piloto de 18 anos de idade iniciou sua jornada em Road America com oitavo lugar na primeira corrida do dia e fechou a segunda em nono.


Na corrida 1, Gabriel Fonseca largou da 11ª posição e nos poucos momentos de prova em bandeira verde, conseguiu saltar para o oitavo lugar, posição em que terminou.

Um incidente envolvendo os pilotos Jason Alder, Bijooy Garg e Arias Deukmedjian causou a bandeira amarela na pista que durou até o fim da prova, atrapalhando os planos de Fonseca de ganhar ainda mais posições.


Na prática, todas as voltas foram completadas sob bandeira amarela, o que fez a organização zerar a pontuação da prova e definir o grid da corrida 2 pelo quali (com penalidades aplicadas aos causadores de incidentes na prova 1), e não pela melhor volta de cada competidor na prova 1. A organização do campeonato estuda repor esta prova valendo pontos em outra etapa.


Na segunda prova do dia Fonseca largou da décima colocação e assumiu o nono lugar logo no início. A exemplo do que aconteceu na prova anterior, a corrida foi conturbada. Com oito minutos de prova, um acidente envolvendo três pilotos provocou a bandeira amarela.

A bandeira verde veio faltando apenas 10 dos 30 minutos regulamentares. Fonseca acabou perdendo uma posição na relargada e caiu para décimo. No minuto final, superou Seth Foley para conquistar o nono lugar.


Ele conseguiu um bom jogo de vácuo para registrar a sexta melhor volta da prova, o que garante uma posição por fora na terceira fila para a corrida de segunda-feira, com largada marcada para 11h30 pelo horário de Brasília.


O que ele disse:


“Com as longas retas de Road America, o jogo de vácuo é muito importante. Na tomada de tempo dei o vácuo para meu companheiro e quando invertemos para eu ter a volta lançada, ele infelizmente bateu provocando bandeira vermelha. Acabei tendo que classificar ‘sozinho’ e assim tivemos que largar de 11º. As duas corridas foram muito picadas por bandeiras amarelas e consegui aproveitar bem os momentos em ritmo de prova para ganhar posições. Fico feliz porque ainda deu para fazer uma boa volta na corrida 2, o que nos permitirá brigar mais à frente na prova final”

Gabriel Fonseca

3 views0 comments