• Fernando Lima

FAVORITOS DEIXANDO A DESEJAR

INGLATERRA E CROÁCIA AVANÇAM, MAS DEIXAM A DESEJAR NO QUESITO FUTEBOL.


CROÁCIA 3 X 1 ESCÓCIA

Luka Modric fez uma pintura contra a Escócia. (Foto: Divulgação/UEFA)

Os gols de Nikola Vlašić, Luka Modrić e Ivan Perišić valeram à Croácia uma vitória em Glasgow que garantiu a vaga para a segunda colocada no Grupo D e uma vaga nas oitavas de finais, com a co-anfitriã Escócia eliminada do torneio.


Os dois lados precisavam de uma vitória para chegar à fase eliminatória e, quando, minutos depois, o cruzamento de John McGinn ficou fora do alcance de Ché Adams, deu início a uma cativante disputa de vida ou morte.


A Croácia foi a primeira a marcar aos 17 minutos. Bruno Petković amorteceu um cruzamento de Josip Juranović para Vlašić, que rematou para dentro do canto inferior de David Marshall.


Modrić procurava controlar e consolidar enquanto a Croácia encontrava o seu ritmo, mas a pressão elevada da Escócia valeu a pena perto do intervalo, quando Callum McGregor foi eliminado pela croata, que fez o remate para restabelecer a igualdade.


Sabendo que o empate levaria as duas equipes para casa, não houve desaquecimento no segundo tempo incansável. Aos 62 minutos, a Croácia recuperou a vantagem: desta vez, o deslumbrante curling de ponta-de-ponta de Modrić bateu Marshall. Mais tarde, o Vatreni acrescentou brilho ao marcador, com Perišić a desviar os olhos de um canto para completar o triunfo e carimbar o seu bilhete para a eliminatória.


Jogador em campo: Nikola Vlašić (Croácia)


CURIOSIDADES DA PARTIDA:

· Esta é a terceira vez que a Croácia marca três gols num jogo da EURO, após os 3-0 contra a Dinamarca (EURO '96) e 3-1 contra a República da Irlanda (EURO 2012).

· Luka Modrić é agora o mais jovem goleador croata nas finais da EURO (22 anos e 273 dias, numa vitória por 1-0 sobre a Áustria em 2008) e o mais velho (35 anos e 286 dias, hoje contra a Escócia).

· A Croácia não sofreu gols nos últimos 11 jogos da fase final da EURO.

· A Croácia sofreu mais de um gol em apenas um dos últimos 14 jogos da fase final da EURO.

· A Escócia só não conseguiu marcar em uma das últimas cinco partidas internacionais contra a Croácia.

· A Escócia marcou um gol no primeiro tempo em cinco dos últimos seis jogos internacionais contra a Croácia.

· A Escócia venceu apenas duas das últimas nove partidas da fase final do EURO (V2 E2 D5).

· Excluindo os pênaltis, a Escócia venceu apenas duas de suas últimas 11 partidas internacionais (V2 E5 D4).


Escalações:

CROÁCIA: Livaković; Juranović, Lovren, Vida, Gvardiol (Barišić 70); Kovačić, Brozović; Perišić (Rebić 81), Modrić, Vlašić (Ivanušec 76); Petković (Kramarić 71)


ESCÓCIA: Marshall; McTominay, Hanley (McKenna 33), Tierney; O'Donnell (Patterson 84), McGinn, Robertson; Armstrong (Fraser 70), McGregor; Dykes, Adams (Nisbet 84)


REPÚBLICA TCHECA 0 X 1 INGLATERRA

Sterling fez o único gol do jogo. (Foto: Divulgação/UEFA)

O Gol inicial de Raheem Sterling provou ser suficiente para dar à Inglaterra uma vitória sobre a República Tcheca em Wembley, que levou a equipe de Gareth Southgate às oitavas de finais como vencedora do Grupo D.


Precisando de uma vitória para ultrapassar os checos e garantir o primeiro lugar no Grupo D, a Inglaterra começou de forma positiva com Sterling a rematar ao poste logo ao segundo minuto. Dez minutos depois, ele fez seu gol, Jack Grealish girando e virando à esquerda antes de levantar a bola para o poste mais distante, onde Sterling assentiu.


Harry Kane foi negado por Tomáš Vaclík enquanto a Inglaterra continuava pressionando, mas não foi de forma alguma um trânsito de mão única. A defesa de Jordan Pickford impediu Tomáš Holeš antes de Tomáš Souček disparar um remate a centímetros do alvo.


Com as duas equipes já classificadas para as oitavas de final antes do início da partida, o ritmo caiu no segundo tempo, com as mudanças dos dois treinadores. Com a notícia de que a Croácia estava com dois gols de vantagem sobre a Escócia, empurrando os tchecos para o terceiro lugar, o substituto Tomáš Pekhart disparou um chute logo atrás da trave, mas foi o mais perto do empate.


Jogador em campo: Bukayo Saka (Inglaterra)


CURIOSIDADES DA PARTIDA:

· A Inglaterra venceu quatro dos últimos cinco jogos por 1-0, sem sofrer golos em todos os cinco jogos.

· A Inglaterra venceu o seu grupo da EURO pela terceira vez, depois de 1996 e 2012.

· Nenhuma equipa jamais venceu um grupo de finais da EURO com apenas dois gols marcados.

· Sterling marcou 14 gols em suas últimas 19 partidas na Inglaterra.

· A Inglaterra venceu todas as 12 partidas em que Sterling marcou, incluindo a vitória da primeira jornada contra a Croácia.

· Sterling é o primeiro jogador da Inglaterra a marcar mais de uma vez em uma EURO desde Wayne Rooney e Frank Lampard em 2004.

· Southgate comandou a Inglaterra pela 57ª vez, igualando o número de partidas que conquistou como jogador; ele é o único jogador a estar envolvido mais de 50 vezes como jogador e treinador.


Escalações:

REPÚBLICA TCHECA: Vaclík; Coufal, Čelůstka, Kalas, Bořil; Souček, Holeš (Vydra 84); Masopust (Hložek 64), Darida (Král 64), Jankto (Ševčík 46); Schick (Pekhart 75)


INGLATERRA: Pickford; Walker, Stones (Mings 79), Maguire, Shaw; Phillips, Rice (Henderson 46); Saka (Sancho 84), Grealish (Bellingham 68), Sterling (Rashford 67); Kane


Conclusão do GRUPO D

INGLATERRA: A seleção do Gareth Southgate que veio para a sua última partida com algumas alterações devido a situação do jogador escocês que foi confirmado com COVID-19 então a seleção da rainha perdeu alguns jogadores mesmo eles dando negativo para a doença. Mas isso não afetou o rendimento da seleção e até mesmo me impressionou a melhora da sua última apresentação contra a Escócia, mas o desafio da seleção será mesmo nas Oitavas que irá enfrentar uma seleção vinda do Grupo da morte.


CROÁCIA: O que a seleção não apresentou nas primeiras partidas, os croatas entraram com vontade pra mostrar que esta seleção envelhecida pode ainda dá um caldo nesta Euro, com uma partida excelente e uma vitória que garantiu a segunda colocação do grupo no qual deve enfrentar o primeiro do grupo E no qual está bem equilibrado. Será que está Croácia vai surpreender agora que engrenou.


REPÚBLICA TCHECA: A seleção não fez frente para a tradicional Inglaterra no estádio de Wembley, mas pensando aqui o resultado da seleção tcheca foi até bom pra eles que deve enfrentar uma seleção no mesmo nível dela nas oitavas assim aumentando a chance de ir pra Quartas de finais.


ESCÓCIA: Os escoceses irão voltar para casa, ainda bem que não precisa pagar muito caro pra chegar em casa, foi uma seleção que até deve o seu momento na partida de jogo quando empatou mais após tomar o segundo gol deu uma sumida em campo. Mas a sua presença será marcada pelo empate com os ingleses na casa deles.

Recent Posts

See All