• Redação

#ForçaEriksen

A rodada inaugural do Grupo B foi tomada por emoção e goleada belga.


DINAMARCA X FINLÂNDIA

Pukki tentava de todas as formas levar a Finlândia ao ataque. (Foto: Divulgação/UEFA)

A Finlândia derrotou a Dinamarca em Copenhague, em uma partida que foi significativamente atrasada após um grave incidente envolvendo o jogador Christian Eriksen.

Pouco antes do intervalo, o jogo foi suspenso devido a uma emergência médica envolvendo Eriksen. No seguimento do pedido feito pelos jogadores das duas equipas, a UEFA concordou em reiniciar o jogo no mesmo dia, após notícias que o jogador dinamarquês em condições estáveis ​​no hospital.

Lukas Hradecky foi o grande responsável por parar os ataques da Dinamarca. (Foto: Divulgação/UEFA)

A Finlândia assumiu a liderança no início do segundo tempo, quando um cruzamento de Jere Uronen foi cabeceado por Joel Pohjanpalo. A equipa da casa teve oportunidade de empatar quando Paulus Arajuuri derrubou Yussuf Poulsen na área, mas o pênalti de Pierre-Emile Højbjerg foi defendido por Lukas Hradecky, confirmando uma vitória histórica da equipa de Markku Kanerva.

Estrela da partida: Christian Eriksen (Dinamarca)

Desejamos a você uma rápida recuperação, Christian.

CURIOSIDADES DA PARTIDA: · O gol de Pohjanpalo da Finlândia foi o primeiro marcado pela seleção em uma EURO. · A Finlândia marcou nos últimos dez jogos nas eliminatórias para o EURO. · A Dinamarca venceu apenas duas das últimas 11 partidas na EURO, perdendo sete. · A equipa da casa não conseguiu marcar pela primeira vez em 12 jogos internacionais. · A Dinamarca marcou apenas dois gols nas últimas seis partidas de abertura da fase de grupos.

Escalações: Dinamarca: Schmeichel; Mæhle, Kjær (Vestergaard 63), Christensen, Wass (Stryger 76); Eriksen (Jensen 43), Højbjerg, Delaney (Cornelius 76); Poulsen, Wind (Skov Olsen 63), Braithwaite Finlândia: Hradecky; O'Shaughnessy, Arajuuri, Toivio; Uronen, Kamara, Sparv (Schüller 76), Lod, Raitala (Väisänen 90); Pukki (Kauko 76), Pohjanpalo (Forss 84).

A Dinamarca vinha bem na partida até o momento que o trágico mal súbito aconteceu com o jogador Eriksen, no qual foi sem dúvida salvo pela rápida ação do capitão Kjaer e dos médicos da partida, que com certeza ressuscitaram o jogador ainda em campo. Mas com o retorno da partida mesmo sendo algo que os jogadores apoiaram foi claro que o time estava abalado e perdido.

A Finlândia acabou aproveitando as pequenas chances que deve e fez o gol e assegurou a vitória que entra pra história da seleção. Mas mesmo com todo o fator que envolveu a partida a estreante pode dá um trabalho pra Rússia.

BÉLGICA X RÚSSIA

Foi um verdadeiro passeio em São Petersburgo. (Foto: Divulgação/UEFA)

Considerada uma das favoritas do pré-torneio, a Bélgica traiu alguns nervos no início, mas um ataque tipicamente implacável de Lukaku logo os acalmou, com o atacante do Inter atacando a indecisão causada pelo cruzamento de Dries Mertens.


Lukaku brigará forte pela artilharia do torneio. (Foto: Divulgação/UEFA)

Calma na posse de bola e atenta dentro e à volta da área, a Bélgica continuou a sondar e, aos 34 minutos, teve uma vantagem de dois golos, com o suplente Thomas Meunier que disparou, quando Anton Shunin apenas conseguiu desviar o glorioso cruzamento de Thorgan Hazard.

As dificuldades da Rússia foram agravadas pela perda de Daler Kuzyaev e Yuri Zhirkov devido a lesões antes do intervalo, mas eles recuperaram no início do segundo período, encontrando espaço entre as linhas. Os Red Devils ainda não estavam indevidamente preocupados, segurando-os à distância antes de Lukaku vencer por 3 a 0 no final do jogo.

Jogador em campo: Romelu Lukaku (Bélgica)

Lukaku foi impiedoso e marcou duas vezes.

CURIOSIDADES DA PARTIDA: · Meunier tornou-se no primeiro jogador a marcar um gol na primeira parte como suplente na EURO. · Lukaku marcou 62 gols em 94 partidas pela Bélgica e 20 em suas últimas 15 partidas internacionais oficiais. · O atacante do Inter é o melhor marcador da Bélgica em EURO com quatro gols, à frente de Jan Ceulemans e Radja Nainggolan com dois. · A margem de vitória igualou a maior vitória da Bélgica na fase de grupos da EURO - eles venceram a República da Irlanda pelo mesmo placar em 2016. · A Rússia nunca venceu depois de ficar para trás em um jogo do EURO (E2 D10). · A Bélgica marcou o primeiro gol nos últimos cinco jogos da fase de grupos da EURO. · A Bélgica venceu seis dos últimos sete encontros com a Rússia. · A Bélgica registrou-se pelo menos uma vez em cada uma das últimas 31 partidas. · A Rússia está há seis jogos sem vencer na EURO.

Escalações: Bélgica: Courtois; Alderweireld, Boyata, Vertonghen (Vermaelen 77); Castagne (Meunier 27), Dendoncker, Tielemans, T Hazard; Mertens (E Hazard 72), Lukaku, Carrasco (Praet 77);

Rússia: Shunin; Mário Fernandes, Semenov, Dzhikiya, Zhirkov (Karavaev 43); Ozdoev, Barinov (Diveev 46); Zobnin (Mukhin 63), Golovin, Kuzyaev (Cheryshev 30; Miranchuk 63); Dzyuba.

Bélgica mostra que será sem dúvida uma das favoritas para chegar a final, se o Lukaku continuar impiedoso será o artilheiro da Euro neste ano. Já a Rússia mostra que terá sérios problemas com lesões e também mostrou pouco futebol que pode até ser superada pela Finlândia.


PARTIDAS SEGUNDA RODADA


FINLÂNDIA VS RÚSSIA - quarta-feira, 16 de junho, São Petersburgo

DINAMARCA VS BÉLGICA - quinta-feira, 17 de junho, Copenhague

17 views0 comments

Recent Posts

See All