• Redação

Fórmula 4 acelera pela primeira vez no Brasil.

Um exemplar da nova categoria passou por avaliações no Circuito Panamericano, com Gianluca Petecof ao volante. Categoria estreia no fim de semana

Base para o BRB Fórmula 4 Brasil Certificado pela FIA, o modelo Tatuus F4 T-021 acelerou pela primeira vez no Circuito Panamericano, complexo multipistas da Pirelli, em Elias Fausto, interior de São Paulo. Com a presença de representantes das quatro equipes do grid — Cavaleiro, KTF, Full Time e TMG —, a mais nova categoria do esporte a motor nacional testou o carro durante todo o dia tendo ao volante o vice-campeão do Italiano de F-4 de 2019, Gianluca Petecof – que atualmente compete na Stock Car. A estreia brasileira da F-4 será no próximo final de semana (14 e 15/5), no Autódromo Velocitta, com transmissão ao vivo pelo BandSports.

O teste foi dividido em etapas: reconhecimento de pista, warm-up, simulação de classificação, avaliação e ajustes. Também foram realizadas voltas em ritmo de corrida no circuito Dry Handling — traçado seletivo de 3.400 metros de extensão com pista seca — e um stint de longa duração com pista molhada artificialmente para testar os pneus de chuva no circuito Wet Handling, de 2 mil metros de extensão.

Gianluca Petecof traz na bagagem experiência de dois anos com a Fórmula 4 depois de ter disputado a categoria em 2018 e 2019 nas divisões Alemã e Italiana, obtendo um total de 6 vitórias e 19 pódios neste período. O piloto foi o responsável por fornecer o feedback do carro aos engenheiros para as primeiras avaliações do modelo.


“Para nós é um grande orgulho ampliar a parceria técnica com a Vicar, equipando também os pneus da categoria mais rápida do País, que será a Fórmula 4 Brasileira. Os compostos serão exatamente iguais aqueles utilizados na Europa, o que faz com que um piloto que corra no Brasil tenha uma igualdade de equipamentos em comparação aos de outros países”, disse Fábio Magliano, gerente de produtos Car e Motorsport da Pirelli para a América Larina.

Começo com o pé direito — De fabricação italiana, o modelo Tatuus F4 T-021, segunda e inédita geração do chassi da marca, não apresentou nenhum problema durante a sessão de shakedown. Gastão Fráguas Filho, campeão do Mundial de Kart FIA em 1995 e líder do projeto da BRB Fórmula 4 Brasil por parte da Vicar, a promotora da categoria, sublinhou o começo positivo dos trabalhos de pista.


“São os primeiros, mas podemos dizer também que são os últimos ajustes. É muito importante fazer o shakedown para validar todos os componentes do carro. Foi muito útil, não apenas para o carro, mas também para os pneus Pirelli, tanto em pista seca como no molhado. Um começo muito positivo em um dia essencial de preparação antes da primeira etapa. Vai ser uma ótima referência: aqui é uma pista única, não temos corridas aqui. Vamos sair com uma base muito boa e, nas próximas corridas, vamos fazer os ajustes finos”, disse.


“É mais um passo importante. Foi muito bom ver que está tudo funcionando bem. Começamos com o pé direito, e a tendência daqui pra frente é ir melhorando e ajustando cada vez mais”, completou.


Por fim, Gastão Fráguas ressaltou a chegada da Fórmula 4 ao Brasil como fundamental. “É um novo marco para o nosso automobilismo. A Vicar, ao trazer para o Brasil o Fórmula 4 Certificado pela FIA, proporcionará uma categoria de altíssimo nível, equivalente ao que tem de melhor no mundo. Vai ser um grande campeonato e um novo futuro para nosso esporte a motor”.

A temporada 2022 do BRB Fórmula 4 Brasil Certificado pela FIA vai começar entre 14 e 15 de maio no Autódromo Velocitta, em Mogi Guaçu, interior de São Paulo.


Ficha técnica

Chassi

Tatuus F4 T-021, produzido na Itália.


Motor

Abarth-Autotecnica (Itália), 4 cilindros em linha, 1.370cm3, turboalimentado, duplo comando de válvulas, gerenciamento ECU Marelli SRG-141, 176cv a 5.500rpm e 250 Nm a 4.000 rpm.


Transmissão

Fabricada pela Tatuus e SADEV. Transversal, seis marchas + ré. Engates via borboleta no volante Tatuus/Next Solution.


Segurança

Especificações FIA. Célula de sobrevivência com painéis anti-intrusão, ladeada por espuma de absorção de impacto. Halo Tatuus, estruturas de absorção de impacto dianteira e traseira, proteção de cabeça e pés removíveis, assento extraível em caso de acidente, extintor de incêndio operado eletronicamente, cabos de retenção de rodas, célula de combustível padrão FIA.


Suspensão

Dianteira e traseira: tipo pushrod, triângulos duplos sobrepostos, amortecedores duplos ajustáveis, molas Eibach de 36mm.


Freios

Pinças de quatro pistões, discos ventilados.


Rodas

OZ de alumínio 8x13 polegadas (dianteiras) e 10x13 polegadas (traseiras).


Pneus

Pirelli, medidas: 200/540-13 (dianteiros) e 250/575-13 (traseiros). Versões: slick (P Zero) e chuva (Cinturato).


Carenagem

Fibra de carbono com reforços de kevlar, asas padrão FIA ajustáveis. Asa de suporte (inferior) ajustável. Placa anti-impacto de 10mm e placa antiderrapagem de 5mm sob o chassi.


Aerodinâmica

Superfícies e refrigeração otimizadas por CFD (computational fluid dynamics).

Regulagem das entradas de refrigeração e extração de ar. “Mapa” aerodinâmico para regulagem das asas dianteira e traseira, gurney e altura em relação ao solo à frente e atrás.


Monitoramento de dados para acerto

Pressão do freio dianteiro e traseiro, giro da direção, velocidade das rodas dianteiras, nível de aceleração, câmbio, entre outros. Todos os principais parâmetros disponíveis no display do volante.


Equipes e pilotos:

CAVALEIRO SPORTS

Felipe Barrichello Bartz, João Tesser, Nicolas Giaffone, Vinícius Tessaro


KTF SPORTS

Álvaro Yoon Cho, Luan Lopes, Richard Annunziata, Victor Backes


FULL TIME SPORTS

Fernando Barrichello, Nelson Neto, Pedro Clerot, Ricardo Gracia


TMG RACING

Aurélia Nobels, Lucas Staico, Lucca Zucchini, Nicholas Monteiro


Calendário da temporada 2022

1ª – 15/05 – Velocitta (Mogi Guaçu, SP)

2ª – 31/07 – Interlagos

3ª – 04/09 – Local e data definir

4ª – 25/09 – Velocitta (Mogi Guaçu, SP)

5ª – 23/10 – Goiânia

6ª – 20/11 – Brasília – Super Final BRB

11 views0 comments