• Guilherme Fressato

Giro da rodada - Barézão

Confira o que rolou de melhor na terceira rodada do Campeonato Amazonense.


DERBY NA ARENA DA AMAZÔNIA

Em bom jogo na capital, Amazonas e Nacional buscaram utilizar todos os recursos que possuíam para vencer a partida. No começo do jogo, a turma da Onça Pintada tomava conta das ações e buscava criar as chances, sendo premiado em uma roubada de bola e na boa finalização de Marion. O Naça tentava a reação, mas sem encontrar brechas, no lançamento achou uma maneira de chegar. Em um desses lançamentos, Lucas Gadelha foi derrubado, e quem bateu o pênalti para empatar foi o ídolo Flamel. O Amazonas voltou a tramar bons ataques e novamente Marion apareceu para marcar. Na reta final da primeira etapa, o Leão da Vila Municipal pintou um golaço com Baé, como está no script do jogador da ponta. No segundo tempo, mesmo com alterações, o jogo perdeu em ritmo e ganhou em faltas, onde o Nacional buscava o jogo enquanto o Amazonas usava dos contra-ataques. Final com o placar do primeiro tempo.

RESULTADO FINAL: AMAZONAS 2 X 2 NACIONAL

O HULK ESTÁ SEM FORÇA

O Iranduba recebeu o Princesa do Solimões na Colina. O Tubarão do Norte veio com apetite pelos 3 pontos contra o lanterninha, tanto que abriu o placar logo no primeiro minuto de jogo, após cobrança de escanteio. O time de Manacapuru pressionava, mas foi em um bate-rebate na área que o Iranduba chegou ao empate. O Princesa tomava conta das ações e seguia com o jogo áereo, mas quem quase ampliou foi o Iranduba em um petardo de Randerson. Quem procura acha, certo? E foi assim, de tanto insistir que o Princesa no final do jogo chegou ao segundo e terceiro gols.

RESULTADO FINAL: IRANDUBA 1 X 3 PRINCESA DO SOLIMÕES

ARENA DA AMAZÔNIA E O SHOW DOS QUE CHEGARAM

Clipper e JC, respectivamente campeão e vice da série B, enfrentaram-se na rodada e vou contar para vocês, foi um jogão de bola. As duas equipes apresentaram claramente a maneira de jogar.

O jogo começou com muito estudo de ambas as partes e, sob sol forte, as chances vinham em bola parada ou então chutes de longe, porém sem grande perigo. No início do segundo tempo, o Tigre da Velha Serpa veio com tudo para cima da Águia Dourada para abrir o placar. Uma falta perigosa surgiu, João Marcos bateu com carinho e o zagueiro do Clipper desviou para as próprias redes. O Clipper passou a se organizar e durante todo o segundo tempo buscou brechas. O empate foi encontrado após cruzamento cortado para a intermediária, Cristian Natal chutou conforme o manual e mandou um balaço para o fundo da meta do JC, dando números finais ao jogo.

RESULTADO FINAL: CLIPPER 1 X 1 JC

CONFRONTO DE CAMPEÕES

Os finalistas do último campeonato amazonense e campeões mais recentes, além de representantes do imenso estado na Copa do Brasil (do qual o Penarol foi eliminado após empate com o Ypiranga-RS). Com o paredão Pedro lesionado, Bruno era o substituto e levou azar. Logo cedo, Douglas Lima aproveitou e da entrada da área mandou uma bomba indefensável, abrindo o placar para o time da capital. No restante da etapa inicial, o Gavião do Norte cozinhou o jogo trocando passes e defendendo de maneira sólida.

No segundo tempo o jogo caiu de produção. Porém, em um lance polêmico, o juizão deu recuo de bola intencional para o goleiro do Manaus. A infração indireta foi cobrada e convertida com um balaço inapelável. No final da partida e após muita pressão, o Gavião achou o gol da vitória.

RESULTADO FINAL: MANAUS 2 X 1 PENAROL

RAPIDINHAS

· O JC de Itacoatiara conquistou o título do campeonato amazonense feminino 2020 nos pênaltis. Com isso, as tigresas da Velha Serpa conquistaram a vaga para a série A2 do campeonato brasileiro;

· A CBF marcou o jogo do Manaus contra o Jaraguá-GO pela Copa do Brasil para a cidade de Volta Redonda-RJ no dia 26/03, após o estado de Goiás proibir os jogos por 14 dias. Como diria Boris Casoy: “Isso é uma vergonha.”

Recent Posts

See All