• Gui Ribeiro

HOJE FOI #MAHREZDAY

Em noite de #NEYDAY, Mahrez marca por duas vezes e leva o City pela primeira vez à uma final de Champions League.


O dia foi histórico no lado azul de Manchester. Pela primeira vez na sua história, o Manchester City irá jogar a final da UEFA Champions League. O comandados de Pep Guardiola aguardam o vencedor do duelo entre Chelsea x Real Madrid para saber contra quem disputarão o tão sonhado troféu.


O JOGO


Mesmo com muito gelo, o jogo pegou fogo. De um lado Neymar e Di Maria, do outro De Bruyne e Mahrez.


O primeiro tempo foi muito disputado, já com dez minutos o goleiro Ederson acertou um lançamento, que pelo amor de Deus, encontrou o Zinchenko, que tocou na entrada da área para o Kevin De Bruyne que chutou dali mesmo, Navas não conseguiu segurar e soltou no pé do Mahrez, que chutou para abrir o placar.


Depois do gol, o PSG foi para o ataque, chegando em duas oportunidades. Na primeira, Di Maria cruzou para o Marquinhos, que acertou a travessão. E na continuação da jogada, após erro na saída de bola, Di Maria chutou, passando muito próximo da trave. No final do primeiro tempo foi a vez do City assustar de novo, com Mahrez e Bernardo Silva.


Já no segundo tempo, finalmente apareceu o nosso Neymar, que tentou resolver sozinho, mas sozinho não conseguimos nada, nem mesmo o #NEYDAY. O City continuou apostando nos contra-ataques, desta vez foi o Foden que puxou sozinho pela direita, no maior estilo FIFA 21, cruzou para área para o solitário Mahrez que ampliou o placar.


Naquela altura o que já estava difícil, complicou mais ainda, após confusão com o brasileiro Fernadinho, Di Maria foi expulso. Nos acréscimos do jogo Foden mandou uma bomba que parou na trave.


Melhor nos dois confrontos, passou quem queria mais a vaga. Mahrez nos dois confrontos guardou 3 gols. Literalmente foi o #MahrezDay.

Mahrez foi o cara do confronto. Foto: UEFA

O CARA DO JOGO: Não poderia ser outro que não fosse o Mahrez, 3 gols em dois jogos no confronto.


A DECEPÇÃO: Vou destacar duas decepções, sendo a primeira o Neymar, que ficou encaixotado na marcação de Rubén Dias; e lógico que após perder a cabeça Di Maria, que fazia até um bom jogo.


CURIOSIDADE: Pela primeira vez na história o City chegou à uma final de Champions League, e podemos ter novamente um final com dois ingleses, caso o Chelsea passe.


CORNETA DO COLUNISTA: Novamente Guardiola deu um nó tático em Pochettino. Vimos um jovem da base que colocou Agüero no banco para brilhar ao lado de Mahrez, que roubou todo o brilho do #NeyDay. Eles fizeram história ao levar o City para sua primeira final, que será em Istambul.

Recent Posts

See All