• Gui Ribeiro

IT'S COMING TO ROME!

ITÁLIA SEGURA PRESSÃO INGLESA E FATURA NOS PÊNALTIS A SUA SEGUNDA EUROCOPA.


ITÁLIA X INGLATERRA

O objeto de desejo de Inglaterra e Itália neste domingo. (Foto: Divulgação/UEFA)

Antes do início da partida tivemos a cerimônia de encerramento dos jogos, com o italiano Andrea Bocelli.


Com muito barulho no estádio já que tínhamos 75% da capacidade ocupada praticamente toda ela por ingleses, já viram no primeiro minuto de jogo a Inglaterra abrir o placar com Luke Shaw, que aproveitou o cruzamento vindo de Trippier para abrir o placar, eu já achei que viria um vareio de bola, digno de um Brasil x Alemanha, já que os Italianos estavam assustados, com o poderio ofensivo e com a marcação implacável que sofriam Insigne na direita e Chiesa pela esquerda, deixando o meio livre, que aliás sem criação Immobile ficou encaixotado em campo, sendo até mesmo um dos piores em campo.

O gol de Shaw fez um Wembley quase lotado explodir de alegria. (Foto: Divulgação/UEFA)

Para o segundo tempo, Roberto resolveu mudar, entraram Berardi e Cristante, nos lugares de Barella e Immobile, com isso o jogo mudou, a Itália, sem um centro avante fixo, causou uma confusão na defesa Inglesa.

O segundo tempo foi todo da Itália, com um volume maior de jogo a Itália chegou ao empate com Bonucci, que após bate rebate, o zagueiro empurrou para as redes.


Bonucci empatou e colocou a Itália no jogo. (Foto: Divulgação/UEFA)

O gol fez a Inglaterra acordar na partida, porém o jogo ficou muito brigado, com os times claramente não querendo levar para a prorrogação, mas não teve jeito. Fomos para a prorrogação!


Na prorrogação, podemos dividir em dois nomes: Roberto Mancini e Gareth Southgate, um querendo garantir o título no tempo normal e outro querendo levar para o pênaltis. Não vou te dizer quem é quem, isso vou deixar para os pênaltis.

Bom chegamos à disputa de pênaltis – Estas que foram emocionantes, ambas as torcidas em silencio, aflitas esperando as cobranças:


Começamos com a Itália batendo e Berardi acertou bem no canto direito sem chance para Pickford que nem saiu na foto;


Kane foi para a bola e converteu;


Começamos bem as cobranças, ou será que não? Andrea Belotti foi para a bola, demorou uma semana para bater o pênalti, e perdeu! Levando os Ingleses ao deliria, será que finalmente ganharíamos um título? The Sun, The Telegraph, todos os jornais exaltando o título inglês, “It's Coming Home”!? Maguire foi para a cobrança, e bateu tão bem que quebrou a câmera que fica dentro do gol.


Dizem que nos pênaltis o cara que faz o gol que garante as cobranças, ou até mesmo a prorrogação, quando vai para a decisão acaba desperdiçando? Lembram quem fez o gol da Itália? Sim, ele mesmo Bonucci, foi para a cobrança e converteu.


Daí para frente começou um show inglês, para deixar bandas como a Queen, Coldplay e Led Zeppelin no chinelo. Antes, a Itália converteu a sua cobrança com Bernadeschi deixando a disputa em 3x2. Voltando para o show, Rashford e Sancho entraram na prorrogação, faltando dois minutos para acabar o jogo e os dois perderam, Rashford acertou a trave e Sancho parou em Donnarumma.


Foi então que a bola foi para os pés, do que para muitos foi o melhor da Eurocopa, quem sabe o melhor do mundo. O Ítalo-brasileiro, Jorginho foi para a bola se fizesse acabaria e a Itália seria campeã, a coroação do craque, e… Perdeu! Pickford voou para pegar o seu pênalti. Dando uma sobre vida para os Ingleses.


Eles que mandaram o seu quinto pênalti para Saka, o ala promissor dos Gunners foi para a cobrança, o Wembley em silêncio, se fizer teremos as alternadas, se perder dá Itália, Saka foi caminhando lentamente, bateu e… Donnarumma pegou! Forza Azzurra! A coroação de uma equipe que mereceu o título, que lutou por ele, que mais quis essa taça. It's coming home, é o C… Itália é bicampeã!


Resultado no Estádio de Wembley: Itália 1 X 1 Inglaterra (nos pênaltis Itália 3x2 Inglaterra)


Jogador da partida: Leonardo Bonucci (Itália)


Curiosidades:

-> A Itália é a quarta seleção a ganhar vários títulos do EURO, depois da Alemanha (3), Espanha (3) e França (2). A diferença de 53 anos entre os títulos é a mais longa da história da EURO.

-> A Itália é a primeira seleção a vencer duas disputas de pênaltis em uma única fase final da EURO.

-> Bonucci (34 anos e 71 dias) é o jogador mais velho a marcar numa final da EURO.

-> O golo inaugural de Shaw foi aos 1:56, o golo mais rápido numa final da EURO e o quinto mais rápido da história do torneio.

-> Esta foi a sétima final do EURO a ir para a prorrogação (depois de 1960, 1968, 1976, 1996, 2000 e 2016) e a segunda a ir para um desempate (1976).

-> Jorginho, do Chelsea, é apenas o décimo jogador a alinhar na equipa vencedora da Taça da Europa e do EURO no mesmo ano.

-> A Itália está invicta por 34 jogos, desde setembro de 2018.

-> A Itália não sofreu o primeiro gol em nenhuma das 18 partidas anteriores antes da final.

-> A Azzurra sofreu mais do que uma vez em apenas um dos últimos 21 jogos da fase final do EURO.

-> Bonucci disputou a sua 18ª participação em finais do EURO, um recorde italiano . Giorgio Chiellini juntou-se a Gianluigi Buffon a 17.

-> Harry Kane disputou a sua 11ª presença na fase final da EURO, igualando o recorde inglês de Gary Neville.


Escalações:

Itália: Donnarumma; Di Lorenzo, Bonucci, Chiellini, Emerson Palmieri; Jorginho, Barella, Verrati; Insigne, Chiesa e Immobile – Téc.: Roberto Mancini

Entraram: Berardi, Locarelli, Belotti, Cristante, Florenzi e Bernadeschi


Inglaterra: Pickford; Walker, Stones, Maguire; Trippier, Phillips, Rice, Luke Shaw; Mount, Sterling e Kane – Téc: Gareth Southgate

Entraram: Grealish, Henderson, Sancho, Saka e Rashford.


Parabéns Itália pelo bicampeonato da EURO. (Foto: Divulgação/UEFA)

7 views0 comments

Recent Posts

See All