• Redação

O que esperar da UEFA Champions League

Villarreal - Juventus, Chelsea - LOSC, Atlético - Manchester United, Benfica -Ajax

O segundo conjunto de jogos da primeira mão dos oitavos-de-finais da UEFA Champions League inclui a recepção do Benfica ao Ajax e a viagem de Cristiano Ronaldo e companhia ao terreno do Atlético.


O segundo conjunto de jogos da primeira mão dos oitavos-de-finais da UEFA Champions League oferece vários motivos de interesse, entre os quais um dos dois confrontos desta etapa entre antigos vencedores do troféu, Benfica e Ajax.


Apresentado pela Expedia, destacamos os eventuais pontos de interesse durante a segunda semana de ação da fase a eliminar.


Primeira mão dos oitavas-de-final: segunda semana

Terça-feira, 22 de Fevereiro

  • Villarreal - Juventus

  • Chelsea - LOSC

Quarta, 23 de Fevereiro

  • Atlético - Manchester United

  • Benfica - Ajax


LOSC quer surpreender o campeão Chelsea

O LOSC Lille dificilmente poderia pela frente uma tarefa mais difícil naquela que é apenas a sua segunda presença nos oitavas-de-finais. O campeão Chelsea pode ter sofrido uma recente quebra de forma na Premier League, mas a campanha europeias não deu sinais de desaceleração. O adversário da Ligue 1 está em território praticamente desconhecido, tendo sido eliminado por outra equipa inglesa na única participação anterior nesta fase: derrota por 2-0 no total diante do Manchester United em 2006/07.


Para ter alguma hipótese de surpreender, o LOSC precisará de fazer aquilo que muito poucos jogadores conseguiram – descobrir uma maneira de bater Edouard Mendy. O goleiro do Chelsea não sofreu golos em quatro dos seus cinco jogos disputados esta época na UEFA Champions League e 13 em 17 no total.


Villarreal e Juventus em confronto inédito

Villarreal e Juventus são os únicos adversários dos oitavas-de-finais que nunca se defrontaram anteriormente. O Submarino Amarelo chegou até aqui apenas duas vezes, tendo vencido em cada uma das ocasiões antes de ser eliminado pelo Arsenal. A sua primeira presença em 13 anos coloca-os contra um venerável oponente, a Velha Senhora , presente na fase a eliminar pela oitava temporada consecutiva e pela 18ª vez no geral.

No entanto, a Juve perdeu seus dois últimos confrontos por golos fora, contra o Lyon em 2019/20 e diante do Porto na época passada. Assim, como o Villarreal sabe que não pode defrontar os Gunners, a sua espécie de equipa fantasma, os Bianconeri podem pelo menos ter a certeza de que não vão sofrer o mesmo destino.


LEMBRETE: Regra dos golos fora abolida


A regra dos golos fora de casa foi abolida a partir da campanha de 2021/22. Isto significa que as eliminatórias nas quais as duas equipas marcam o mesmo número de golos nas duas mãos passam então por dois períodos de 15 minutos de prolongamento. Se as equipas marcarem o mesmo número de golos, ou mesmo nenhum, durante o prolongamento, será necessário recorrer a um desempate por pênaltis.


Ronaldo pronto para derrubar a fortaleza do Atlético

O registo do Atlético em Madrid nos oitavas-de-finais da UEFA Champions League é notável – 14 jogos desde 1997, nove vitórias e nenhuma derrota. Mas se há alguém capaz de escalar a muralha do Estádio Metropolitano, esse alguém é certamente Cristiano Ronaldo, autor de 25 golos na carreira contra o Atleti, inclusive no prolongamento da final de 2014 e nos desempate por pênaltis da final de 2016.


A influência de Ronaldo na presente temporada do United foi, sem dúvida, igualada por David de Gea na outra extremidade do campo. O goleiro espanhol tem estado numa forma sensacional e vai com certeza querer usar todos os seus atributos quando defrontar a sai antiga equipa pela primeira vez.


Haller testa defesa do Benfica

O Benfica-Ajax é um dos dois únicos embates – o outro é o Inter-Liverpool – que coloca em confronto dois antigos vencedores do troféu. O Ajax de Erik ten Hag somou seis vitórias em seis jogos na fase de grupos graças a um estilo de futebol fluido e baseado na posse de bola.


Sébastien Haller esteve em grande destaque ao tornar-se no primeiro futebolista a marcar dez golos nos seus primeiros seis jogos na UEFA Champions League, e apenas no segundo – depois de Cristiano Ronaldo, pois claro – a fazer abanar as redes em todos os encontros do agrupamento. Será que conseguir manter a sequência pertante uma defesa do Benfica que não sofreu golos em quatro das seis partidas?

3 views0 comments