• Estante Do Esporte

PNEU FURADO TIRA VITÓRIA DE DUPLA NA TCR SOUTH AMERICA

Raphael Reis ocupa a terceira colocação tabela do campeonato

Raphael Reis e Valdeno Brito viveram emoções opostas em Curitiba, na etapa de Endurance do TCR South America. A dupla passou pela alegria em liderar a maior parte da prova para a frustração de ver a vitória escapar na penúltima volta por um furo de pneu, terminando em terceiro.


Valdeno Brito largou com o Honda Civic #77 e mesmo carregando 60 kg a mais que os outros pilotos, manteve o terceiro lugar da dupla na primeira volta. Durante seu stint o paraibano suportou os ataques de Rodrigo Baptista até a parada nos boxes.


No pit stop a equipe W2 Pro GP fez um excelente trabalho e colocou Rapinha Reis na liderança. Desta vez foi o piloto brasiliense que passou a sofrer os ataques, desta vez vindo do belga Tom Coronel, parceiro de Baptista.

A disputa era acirrada mas Reis mantinha o controle da prova até 37ª volta, quando foi vítima de um furo no pneu dianteiro esquerdo e foi obrigado a realizar mais um pit stop. A dupla do carro #77 cruzou a linha de chegada em quarto lugar mas foram promovidos ao terceiro posto após punição da dupla Fabio Casagrande e James Vance.


Raphael Reis ocupa o terceiro lugar no TCR South America, o próximo compromisso do brasileiro é pela Stock Light, o evento acontece nos dias 31 de julho e 1 de agosto, também no Autódromo Internacional de Curitiba.


O que eles disseram:

“Se me falassem na sexta-feira que iríamos terminar em terceiro com certeza ficaria feliz, por estarmos com mais peso que os outros. Mas depois liderar até a penúltima volta fica aquele sentimento amargo. De qualquer forma estou em terceiro lugar no campeonato e sigo na disputa do título. Gostaria de agradecer ao Valdeno Brito que se deslocou dos Estados Unidos para forma essa dupla comigo.”

Raphael Reis


“Foi tudo maravilhoso até faltar uma volta e meia. A gente sabia o sofrimento que seria andar com 60 quilos a mais que todo mundo e o carro fica muito mais lento. Mesmo assim, largamos em terceiro e vínhamos fazendo uma corrida perfeita. Estou feliz de participar da corrida como convidado e é tudo que eu esperava. Eu achei o carro maravilhoso, eu estava curioso para andar nele. Agora fica o gostinho de quero mais, de andar em mais provas e quem sabe participar da temporada toda no ano que vem. Agora é torcer pro Raphinha.”

Valdeno Brito

0 views0 comments