• Fernando Lima

Porsche Cup tem etapa emocionante em Curitiba

Gaúcho do carro #544 vence pela segunda vez no ano e assume a liderança com os carros de motor 4.0, enquanto Raijan Mascarello é o primeiro colocado nos pontos com os 3.8.

A abertura da etapa da Porsche Cup matou a saudade dos carros de competição mais produzidos no planeta do Autódromo Internacional de Curitiba em altíssimo estilo. Depois de duas tomadas de tempo extremamente parelhas, tanto a Carrera Cup quanto a GT3 Cup tiveram baterias bastante disputadas em todos os pelotões, o que deixa o grid inteiro mais animado ainda para as corridas de domingo.


Marçal Müller largou de segundo lugar, conseguiu um belo salto no início com autoridade e liderou todas as voltas para vencer pela segunda vez no ano na Carrera Cup. Catapultado pelos 22 pontos, ele assumiu a liderança do campeonato e tem agora 9 tentos de vantagem sobre Miguel Paludo. Já Enzo Elias, que chegou ao Paraná em primeiro, caiu para quinto depois de ser forçado a abandonar por um acidente na segunda volta.


Pela classe GT3 Cristian Mohr dominou com autoridade. Autor da pole, ele liderou todas as voltas e recebeu a bandeirada em primeiro com direito a melhor volta. Um Grand Chelem que o credencia a sonhar em lutar pelo campeonato depois de uma etapa inaugural conturbada no Velocitta. Segundo colocado na prova, Raijan Mascarello ampliou sua dianteira no topo da tabela de pontos. O estreante do carro #80 chegou a Curitiba empatado com Nelson Monteiro em primeiro lugar e agora livrou 11 de margem sobre o piloto do carro #87.


Os subcampeonatos da Carrera Sport, GT3 Sport e GT3 Trophy seguem liderados por competidores que chegaram ao Paraná em primeiro, respectivamente Cristiano Piquet, Vina Neves e Gustavo Farah. Já a classe Carrera Trophy viu Urubatan Junior ultrapassar Sylvio de Barros nos pontos.


As corridas de domingo são transmitidas pela Band, Sportv, site oficial da Porsche Cup e seus canais em mídia social, bem como pelos parceiros oficiais de mídia da categoria na internet.


CARRERA CUP

Marçal Müller fez grande largada assumindo a dianteira. Werner foi oportuno ao se posicionar e saltou para segundo lugar. Alceu caiu da pole para o terceiro posto, com Enzo Elias em quarto e Renan Pizii em quinto. Os carros de Francisco Horta e Miguel Paludo tiveram contato, com maior prejuízo para o #77 que foi forçado a recolher.


Na segunda volta Werner atacou Marçal no fim da reta e logo atrás Pedro Aguiar atravessou a freada, atingindo Enzo Elias e determinando o fim da prova de ambos.


Marçal, Werner e Feldmann na terceira volta livraram alguma vantagem sobre Pizii, que vinha bem em quarto liderando na Sport. Em nono Urubatan Junior liderava na Trophy.


A quarta volta registrou contato entre Franco Giaffone e Georgios Frangulis no fim da reta, também determinando abandono de ambos.


A batalha pelo sétimo lugar foi intensa na abertura da sexta volta, Com Rouman Ziemkiewicz se defendendo com habilidade do ataque de Urubatan Junior e acompanhado de perto por Fran Lara e Pedro Boesel. Na passagem seguinte, porém, tanto Rouman quanto Urubatan atravessaram a freada do S de baixa. Eles retornaram sem problema, mas ambos perderam a posição para Fran Lara.

Na oitava passagem, Paludo conseguiu manobra sobre Pizii avançando para quarto lugar.


Urubatan conseguiu recuperar a oitava posição sobre Fran Lara. Ele liderava firme na classe Trophy –o segundo colocado na divisão, Eduardo Menossi, era apenas 14º àquela altura.


A cinco minutos da abertura da volta final, Werner era só pressão para cima de Marçal. Mas o #544 fazia uma linha defensiva segura. Alceu comboiava atento para qualquer oportunidade. O outro pega intenso era pela oitava posição, entre Urubatan Junior e Fran Lara.


Na penúltima volta, Rodrigo Mello fez belíssima ultrapassagem por fora sobre Pedro Boesel na curva da Vitória e assumiu o nono lugar.


Werner lutou até o fim, mas o dia era de Marçal Müller. Alceu foi terceiro, com Paludo em quarto. Pizii completou o pódio, vencendo na classe Sport. Em 11º, Urubatan Junior levantou a vitória na classe Trophy.


Após a corrida, ainda na cerimônia de pódio, Marçal Müller escolheu a lata de número 7 no sorteio Oakberry de inversão de grid, determinado a pole para Eloi Khouri no domingo.


GT3 CUP

Mohr sustentou a liderança no início, enquanto Mascarello superou Salles. Nelson Monteiro aproveitou o #7 posicionado por fora e também avançou uma posição.


Na segunda volta Leo Sanchez passou Salles no fim da reta e avançou para quarto, liderando na classe Sport. Na reta oposta, Ayman Darwich passou Ramon Alcaraz. Em décimo, Bruno Campos liderava na Trophy.


Sem sucesso, Sanchez tentou ataque sobre Monteiro na reta oposta na volta 3. Mas no fim da reta principal concretizou a ultrapassagem, avançando para terceiro.


Na sexta volta, contato entre os carros de Guilherme Bottura e Paulo Borges fez o #29 abandonar na barreira de pneus e determinou a intervenção do safety car. Caio Castro vinha imediatamente atrás e mostrou reflexo para evitar o enrosco com o carro #1 voltando para o traçado abruptamente.


A corrida relargou na oitava volta, com confusão no fim da reta. Alcaraz rodou e Caio Castro resvalou no carro #50, escapando da pista também. Ambos conseguiram voltar no fim do pelotão.


Sanchez pressionava Mascarello pela vice-liderança desde a relargada. Logo a seguir Lucas Salles batalhava com Nelson Monteiro pelo quinto lugar. A disputa favoreceu a chegada de Vina Neves e de Daniel Correa –mas o carro #69 foi obrigado a pagar drive thru.

Na classe Trophy a corrida era debatida entre Edson dos Reis, em 11º, Bruno Campos e Edu Guedes imediatamente atrás.


André Gaidzinski entrou no top10 ao passar dos Reis por fora no fim da reta na volta 13. Imediatamente atrás, Edu Guedes era todo pressão sobre Bruno Campos.


Na abertura da volta 15, Salles passou Monteiro pelo quarto lugar no fim da reta. Vina Neves tentou vir junto, e o carro#87 logo teve que se preocupar mais em defender a posição do #20 que em tentar se recuperar em cima do #7.


Depois de vir tirando a vantagem de Mascarello, volta a volta, Leo Sanchez rodou no fim reta no volta 16. Ele perdeu a terceira posição, mas conseguiu retornar em quinto. Vina Neves, no processo, assumiu a ponta na classe Sport com o quarto lugar no geral.


Mais atrás, Edu Guedes superou Campos pelo 12º lugar e segundo na Trophy, mas a manobra acabou sob investigação porque ele usou parte da área de escape do S de baixa para concretizar o movimento. O competidor do carro #9 porém cedeu a posição para o #33 no fim.


Mohr foi com autoridade de ponta a ponta, para ganhar pela primeira vez no ano. Mascarello seguiu, assumindo isoladamente a liderança do campeonato. Salles fechou em terceiro, Vina Neves em quarto ganhando na Sport. Ayman Darwich completou o pódio. Pela classe Trophy, com 11º no geral, Edson dos Reis venceu pela primeira vez de Porsche.


Após o pódio, ainda ensopado de champanhe, Mohr sorteou o número 6, determinando a respectiva inversão de grid para domingo. Assim Leo Sanchez larga na pole.

6 views0 comments