• Redação

QUEM SERÁ O BICAMPEÃO?

BRASIL E ESPANHA PASSAM DAS SEMIFINAIS E DUELAM EM BUSCA DO SEU SEGUNDO OURO OLÍMPICO

Apenas Brasil e Espanha permanecem entre os 16 candidatos na corrida para serem coroados campeões do Torneio Olímpico de Futebol Masculino. A dupla saiu vitoriosa nas semifinais extremamente apertadas para criar uma decisão de dar água na boca no sábado. O detentor do título, Brasil, precisava de pênaltis para superar o México após 120 minutos extenuantes e chegar à terceira final consecutiva. A Espanha continua no caminho certo para conquistar sua primeira medalha de ouro desde as Olimpíadas de 1992, depois de uma vitória no prolongamento contra o Japão.


OS RESULTADOS


México X Brasil

Uma semifinal entre México e Brasil prometia muito no papel e, embora tenha poucos gols, a intensidade foi alta. Encontrando-se pela primeira vez nas Olimpíadas desde a disputa pela medalha de ouro em Londres 2012, a dupla desafiou alguns testes de umidade para ter um encontro bem equilibrado que só foi decidido por pênaltis após 120 minutos extenuantes. Enquanto a ação da boca do gol diminuiu no segundo período, o ritmo dificilmente cedeu com um prêmio tão rico em oferta para os vencedores. O cabeceamento de Richarlison aos 82 minutos de dentro da trave foi o mais perto que qualquer uma das equipes chegou de marcar durante a disputa. O goleiro mexicano Guillermo Ochoa fez várias defesas no primeiro tempo, assim como o adversário número 1 do Santos, mas duas derrotas iniciais do México na disputa de pênaltis deram a ascensão ao Brasil.


Japão X Espanha

A Espanha teve a melhor meia chance, mas novamente precisou de 120 minutos para separar o par. A competição foi bastante intensa devido ao cronograma e claro cansaço durante os 30 minutos adicionais. A superestrela do Japão, Takefusa Kubo, com sede na Espanha, foi surpreendentemente removida para a prorrogação e Marco Asensio finalizou com apenas cinco minutos para levar La Roja à final. O Japão não pôde evitar que o lar espiritual da seleção nacional em Saitama se tornasse seu cemitério, assim como aconteceu com as contrapartes femininas na semana passada.


A CITAÇÃO

“Somos um grupo muito maduro que visa lutar por tudo que podemos aspirar. A partir de hoje não podemos brigar pelo ouro nem pela prata, mas sabemos muito bem que o próximo gol é o bronze. Não podemos voltar para casa de mãos vazias."

Luis Romo, do México

OS JOGOS FINAIS

Jogo da medalha de ouro

7 de agosto

Estádio Internacional de Yokohama

Espanha x Brasil


Jogo da medalha de bronze

6 de agosto

Estádio de Saitama

Japão-México

2 views0 comments

Recent Posts

See All