• Vranlei Correa

RODADA DOS MANDANTES NA PREMIER LEAGUE

DESTAQUES PARA O CLÁSSICO DE LONDRES E PARA A BELA ATUAÇÃO DE GABRIEL JESUS.


Quem não viu o seu time no estádio ao vivo na primeira rodada, teve a oportunidade neste fim de semana. E os mandantes não fizeram feio, garantindo a maioria dos pontos e frustrando a viagem dos visitantes. Confira o que rolou de melhor na segunda rodada da Premier League 21/22.


LIVERPOOL 2 X 0 BURNLEY

Mané jogou o fino em Anfield. (Foto: Divulgação/@premierleague)

Na última vez que os torcedores do Liverpool pisaram em Anfield Road, o time ainda não era campeão da Premier League. Pode-se dizer que, no fim da temporada passada, alguns sortudos puderam ver as partidas finais da liga. Mas, cá entre nós, o que vale mesmo é o estádio lotado. Na abertura da rodada, todos ligaram a TV para acompanhar o "You'll Never Walk Alone" ser cantando a plenos pulmões pela multidão vermelha. Ah, e sobre o jogo, mais uma vitória protocolar do Liverpool, com gols de Diogo Jota e Sadio Mané, que arrebentou na partida.


CRYSTAL PALACE 0 X 0 BRENTFORD

Brentford continua invicto na Premier League. (Foto: Divulgação/@premierleague)

O novato da Premier League vem mostrando que veio para incomodar geral. Em Selhurst Park, o Crystal Palace queria mostrar uma reação após derrota na estreia e veio com tudo, pressionando muito em busca do gol. Mas logo o time perdeu fôlego e viu a sensação Brentford tomar conta do jogo. Entre as várias faltas marcadas e alguns cartões para ambos os lados, houve tempo para Zaha perder a chance do jogo. Frustração para quem queria ver gols nesta partida.


ASTON VILLA 2 X 0 NEWCASTLE

Um dos candidatos ao gol da temporada. (Foto: Divulgação/@premierleague)

"Quem não faz, leva". Esta foi a definição da partida que aconteceu no Villa Park. O Newcastle começou melhor, com velocidade nas transições ofensivas e colocando o Aston Villa em apuros. Numa dessas chegadas dos Magpies, Almirón lançou para Callum Wilson que ganhou na velocidade de Mings e, SOZINHO, conseguiu perder o gol. Essa foi a deixa para os Villans começarem a pressionar mais e, com a ajuda da torcida, conseguirem a vitória. E ela começou a ser escrita com o golaço de Danny Ings, num voleio maravilhoso. Na segunda etapa, El Ghazi fez o segundo de pênalti e decretou a vitória dos mandantes.

LEEDS UNITED 2 X 2 EVERTON

Momentos antes da alegria contagiar o Elland Road. (Foto: Divulgação/@premierleague)

No jogo mais louco da rodada, parecia que o Leeds enfim teria a sua primeira vitória na competição. Mas só parecia. Os Whites começaram com tudo, pressionando e encurralando os comandados de Rafa Benítez. Porém, após besteira do zagueiro Cooper, quem saiu na frente foi o Everton, em cobrança de pênalti de Calvert-Lewin. Quase no fim do primeiro tempo, após ataque rápido, Bamford deixou Klich na cara do gol para empatar. Na segunda etapa, Gray chutou rasteiro para ampliar para os Toffees, com a bela ajuda de Meslier. O Leeds chegou ao empate com um golaço do brasileiro Raphinha. O resultado foi justo diante do que aconteceu no jogo.


MANCHESTER CITY 5 X 0 NORWICH

O que Jesus jogou nesta partida foi um absurdo. (Foto: Divulgação/@premierleague)

Todos sabiam que o Manchester City iria ganhar esta partida, a dúvida era pra saber de quantos gols de diferença. No Etihad Stadium, a atuação de gala ficou para Gabriel Jesus. Jogando na ponta direita, o brasileiro infernizou a defesa dos Canários, com jogadas de velocidade, infiltrações e cruzamentos certeiros. Faltou apenas o gol, bom que não fez falta. Com gols de Krul (contra), Grealish (seu primeiro pelo clube), Laporte, Sterling e Mahrez, os Sky Blues não tiveram dificuldades para vencer a partida.


BRIGHTON & HOLVE ALBION 2 X 0 WATFORD

Vitória convincente das Gaivotas. (Foto: Divulgação/@premierleague)

Pra quem se iludiu com a vitória do Watford na estreia, fique atento, porque a caminhada para o clube se manter na elite vai longa e cheia de percalços. No Amex Stadium, o eficiente time do Brighton quis logo resolver a partida, e assim o fez na primeira etapa. Com gols de Shane Duffy aos 10 e Maupay aos 41, as Gaivotas asseguraram a vantagem e partiram tranquilas para mais uma vitória na competição.


WOLVERHAMPTON 0 X 1 TOTTENHAM

Após 19 jogos de jejum, Alli enfim faz as pazes com as redes. (Foto: Divulgação/@premierleague)

Nuno Espírito Santo teve sentimentos conflitantes nesta segunda rodada. Ao visitar o seu antigo "lar", o estádio Molineux, ficou visivelmente emocionado com a recepção da torcida, que agora é adversária. Logo no começo do jogo, o técnico ficou eufórico com o pênalti convertido por Dele Alli, após a saída imprudente de Jose Sá. Mas o sentimento que tomou conta no resto da partida foi de preocupação, pois o desempenho do Tottenham caiu muito, com o Wolverhampton mandando no resto do jogo. Sorte que os ex-comandados não estavam nos seus melhores dias, e conseguiu sentir alívio após o apito final, com a vitória garantida.


SOUTHAMPTON 1 X 1 MANCHESTER UNITED

Pogba é o rei das assistências nesta temporada. (Foto: Divulgação/@premierleague)

No St. Mary's Stadium, as melhores oportunidades surgiam das bolas paradas. James Ward-Prowse quase conseguiu surpreender De Gea no primeiro minuto de jogo. Aos 6, foi a vez de Bruno Fernandes mandar a bola na área e, num lance pra lá de bizarro, a defesa se atrapalha e quase manda pro fundo das redes. Os Red Devils vinham crescendo na partida até que numa escapada, Che Adams chutou, a bola desviou em Fred e morreu dentro das redes. O empate só viria na segunda etapa, com a assistência de Paul Pogba para Greenwood marcar. Nem com a entrada de Jadon Sancho fez com que o time visitante saísse com a vitória.


ARSENAL 0 X 2 CHELSEA

Lukaku já voltou marcando um gol. (Foto: Divulgação/@premierleague)

No grande clássico da rodada, o Arsenal recebeu o Chelsea no Emirates Stadium, e contava com a força do torcedor para virar a maré do time. Só que esqueceram de combinar com os Blues. Logo aos 14 minutos, Lukaku completou o cruzamento de Reece James e fez o seu primeiro gol na sua reestreia pelo campeão europeu. O gol abalou as estruturas dos Gunners, que tentaram, mas não trouxeram perigo à meta de Mendy. Aos 34, Reece James marcou o segundo gol do jogo. O primeiro chute com real perigo do Arsenal foi só aos 6 minutos do segundo tempo, com Saka, e Holding perdeu mais uma chance aos 11. Muito pouco para quem espera brigar por uma vaga nas competições europeias.


WEST HAM 4 X 1 LEICESTER CITY

Uma noite inesquecível para o West Ham. (Foto: Divulgação/@premierleague)

No fechamento da rodada, o Estádio Olímpico de Londres viu um verdadeiro espetáculo do West Ham pra cima do Leicester. Desde o início da partida, estava claro quem merecia vencer a partida. O time visitante entrou desligado, meio perdido em campo e errando passes considerados simples. Bom para os Hammers, que aproveitaram e marcaram aos 25, com Pablo Fornals. Na segunda etapa, o volume de jogo foi maior e, com gols de Benrahma e Michel Antonio (2x), abriram uma vantagem confortável. O gol de Tielemans não foi o suficiente para assustar o grande resultado dos mandantes.


CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO APÓS A SEGUNDA RODADA


14 views0 comments

Recent Posts

See All