• Estante Do Esporte

Santos e São Paulo vencem na rodada do Paulistão

Veja como foram os jogos neste domingo pelo campeonato paulista.

São Bernardo vence Red Bull Bragantino e lidera o Grupo BGol da vitória saiu dos pés de Vitinho, na segunda etapa

O São Bernardo derrotou o Red Bull Bragantino por 1 a 0 na noite deste domingo (13), no estádio Primeiro de Maio, pela sexta rodada do Paulistão Sicredi. De quebra, o São Bernardo assumiu a liderança geral do torneio.


Além da liderança geral, o São Bernardo está em primeiro do Grupo B, com 11 pontos, na frente de São Paulo e Ferroviária, com sete, e Novorizontino, com um.


O Red Bull Bragantino, por outro lado, perdeu a oportunidade de se isolar na ponta do Grupo D e acabou ficando com dez pontos, com o Santos na cola, com nove. Ponte Preta tem sete, e Santo André soma seis.


O Red Bull Bragantino deu a entender que iria pressionar o São Bernardo no início do duelo. Logo de cara, o atacante Alerrandro recebeu de Léo Ortiz e obrigou o goleiro Junior Oliveira fazer grande defesa. No entanto, a arbitragem anulou o lance e assinalou impedimento.


O São Bernardo equilibrou as ações e foi chegar com perigo apenas aos 21 minutos. Vitinho cobrou falta e Maycon foi buscar, salvando o Red Bull Bragantino, que voltou a ameaçar apenas nos minutos finais do primeiro tempo.


No segundo tempo, o São Bernardo abriu o placar logo aos 20 minutos. Cristovam mandou a bola para dentro da área, João Carlos ajeitou para Vitinho abrir o placar. O segundo quase saiu na sequência com Matheus Davó, que jogou no travessão.


Atrás do placar, Maurício Barbieri mexeu no Red Bull Bragantino e tentou jogar o time no ataque. O empate quase saiu com Helinho, que recebeu de Aderlan e viu Júnior Oliveira salvar mais uma. Mas o São Bernardo se segurou e conseguiu confirmar os três pontos.


Na próxima rodada, o São Bernardo enfrenta o Corinthians, na quarta-feira, às 21h30, na Neo Química Arena, em São Paulo. Na quinta-feira, às 19h, o Red Bull Bragantino recebe o Água Santa, no Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

credito: Mauro Horita/Ag. Paulistão
Com gols no fim, São Paulo vira para cima da Ponte PretaEquipe tricolor engata segunda vitória no estadual

Foi no sufoco, mas o São Paulo conseguiu engatar a segunda vitória no Paulistão Sicredi. No começo da noite deste domingo (13), em jogo válido pela sexta rodada, o time da capital viu a Ponte Preta sair na frente do placar, mas com gols nos minutos finais da segunda etapa de Gabriel Sara e Calleri, venceu de virada por 2 a 1, em pleno Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.


Com o resultado, o São Paulo aparece na vice-liderança do Grupo B com sete pontos ganhos, mesma pontuação da Ferroviária, mas fica na frente nos critérios de desempate. Já a Ponte Preta segue em altos e baixos no estadual, tanto que agora está estacionado com sete pontos, em terceiro do Grupo D. RB Bragantino com 10 e Santos com nove, lideram a chave.


Com uma formação mais defensiva mesmo jogando em casa, a Ponte Preta viu o São Paulo ter mais posse de bola e dominar os primeiros minutos de jogo. Porém isso não se transformou em grandes chances de gols. Do outro lado, o time campineiro tentava responder em contra-ataques rápidos.


Tanto que foi em um desse lances que a Ponte Preta abriu o placar. Aos 26 minutos, Kevin cobrou lateral e encontrou Pedro Júnior, sem marcação, que invadiu a área e tentou driblar Jandrei, que acabou derrubando o atacante. Ligado no lance, o árbitro marcou pênalti. Lucca foi para a cobrança e com um chute no meio do gol, deixou sua marca mais uma vez.


A resposta do São Paulo veio aos 32 minutos, quando Gabriel Sara arriscou um chute forte de longe e obrigou Ygor Vinhas se esticar inteiro para espalmar para escanteio. Nos minutos finais, o duelo seguiu movimentado, mas o primeiro tempo terminou mesmo com a vitória parcial da Ponte Preta.


Na volta do intervalo, o São Paulo fez uma verdadeira blitz na busca pelo empate. A primeira chance veio aos 12 minutos, quando após boa troca de passes, Eder recebeu na entrada da área e bateu cruzado, mas a bola saiu tirando tinta da trave. Aos 23, foi a vez do jovem Pablo Maia ter sua chance em um chute de longa distância, que passou perto do travessão de Ygor Vinhas.

Depois de tanto tentar, o São Paulo foi empatar aos 41 minutos. Marquinhos fez um cruzamento na medida para Gabriel Sara que cabeceou no ângulo, sem chances para o goleiro pontepretano. Nos minutos finais, o São Paulo não desistiu e foi agraciado com o gol da vitória aos 47 minutos. Depois de um erro da defesa da Ponte Preta, Calleri pegou a sobra e bateu colocado, fechando o placar em 2 a 1.


Os dois times voltam a campo já neste meio de semana para a disputa da sétima rodada da primeira fase do Paulistão Sicredi. Na quinta-feira (16), a Ponte Preta recebe o Botafogo-SP, no Estádio Moisés Lucarelli, às 19h. Já na quinta-feira (17), o São Paulo encara a Inter de Limeira, às 21h30, no Estádio do Morumbi.


Santos derrota o Ituano na Vila com gol de Ricardo Goulart
CRÉDITO: MAURICIO DE SOUZA/AG. PAULISTÃO

Com direito a gol de Ricardo Goulart, o Santos derrotou o Ituano pelo placar de 2 a 1 na tarde deste domingo (13), na Vila Belmiro, pela sexta rodada do Paulistão Sicredi.


A vitória levou o Santos aos nove pontos no Grupo D, afunilando a disputa por vaga na próxima fase. Já o Ituano ficou em terceiro do Grupo C, com oito pontos. Palmeiras tem dez, contra nove do Mirassol.


O Santos começou melhor o duelo, assumiu o controle da partida e abriu o placar logo aos 18 minutos. Vinícius Zanocelo deu belo passe para Madson, que cruzou na medida para Marcos Guilherme fazer 1 a 0. Antes, o clube alvinegro já havia desperdiçado uma chance com Marcos Leonardo.


Após o gol, o Santos caiu de produção e viu o Ituano crescer. O time do interior paulista foi para cima e perdeu boas chances de empatar com Neto Berola. A equipe da casa se segurou como pôde para sair do primeiro tempo com vantagem no marcador.


No segundo tempo, porém, o Ituano enfim achou o gol. Aos sete minutos, Gerson Magrão arriscou de fora da área e viu João Paulo dar rebote nos pés de Kaio. O volante apenas empurrou para fazer 1 a 1.


O Santos reequilibrou as ações e ficou em vantagem aos 24 minutos. Lucas Pires cruzou na medida para Ricardo Goulart, que cabeceou para colocar o time alvinegro na frente do marcador. Foi o seu primeiro desde que chegou ao clube.


Em vantagem, o Santos se fechou, aguentou a pressão do Ituano e acabou confirmando três pontos importantes na luta pela classificação.


Na próxima rodada, o Ituano enfrenta o Guarani na quarta-feira (16), às 19h, no estádio Novelli Júnior, em Itu. O Santos entra em campo na quinta-feira, às 19h, no José Maria de Campos Maia, em Mirassol.


Inter de Limeira e Mirassol empatam em jogo de quatro gols A partida realizada na manhã deste domingo (13) foi cheia de alternativas
CRÉDITO: DENNY CESARE/AG. PAULISTÃO

Em uma partida emocionante, Internacional de Limeira e Mirassol empataram por 2 a 2 na manhã deste domingo (13), no Major Levy Sobrinho, em Limeira, pela sexta rodada do Paulistão Sicredi. O resultado mantém a Internacional de Limeira na lanterna do Grupo A, com seis pontos, e o Mirassol na vice-liderança do Grupo C, com nove.


O Mirassol começou a partida em cima e, depois de Fabrício Daniel quase marcar de cabeça, abriu o placar aos oito minutos. Rodrigo Ferreira recebeu na direita, cruzou rasteiro e Zeca completou para o gol aberto. Na sequência, a Inter de Limeira respondeu em finalização de Geovane. Darley espalmou para escanteio.


Após uma saída errada da defesa, Negueba recebeu de Zeca e chutou cruzado rente a trave, quase fazendo o segundo do Mirassol. Depois foi a vez de Fabrício Daniel assustar Lucas Frigeri com um chute colocado de fora da área. As chances desperdiçadas custaram caro.


Aos 30 minutos, Neto Moura saiu jogando errado e entregou a bola nos pés de Ronaldo, que dominou e tirou do goleiro para deixar tudo igual. Até pelo calor que fazia em Limeira, os dois times diminuíram o ritmo no final do primeiro tempo.


No começo da etapa final, a Inter de Limeira teve mais a posse da bola e quase virou em finalização rasteira de Thiago Alagoano. Darley fez a defesa. O Mirassol não conseguia oferecer perigo ao gol de Lucas Frigeri, diferente do que aconteceu no primeiro tempo.


As emoções estavam marcadas para o fim do jogo. Aos 42 minutos, Camilo cobrou escanteio e Rafael Silva cabeceou no ângulo de Lucas Frigeri, para colocar o Mirassol na frente. Já nos acréscimos, Gui Pira arriscou, a bola acertou a trave e Lima aproveitou o rebote para deixar tudo igual.


Na quinta-feira (17), pela sétima rodada, a Inter de Limeira enfrenta o São Paulo, às 21h30, no Morumbi, e o Mirassol joga em casa contra o Santos, às 19h, no José Maria de Campos Maia.



Informações cedida pelo site da FPF

10 views0 comments