• Redação

SPRINT RACE: Drugovich faz as pazes para vencer confortavelmente e assumir a liderança do Campeonato


Felipe Drugovich compensou a penalidade pós-qualificação ao vencer a Barcelona Sprint Race a galope. Rebaixado para o quarto lugar no grid por uma penalidade, ele assumiu a liderança na curva 1 e nunca mais olhou para trás.


O piloto da MP Motorsport liderou todas as voltas a partir desse ponto e a vitória o levou ao topo do Campeonato de Pilotos de Fórmula 2. Ayumu Iwasa e Logan Sargeant conseguiram garantir seus primeiros pódios na F2, terminando em segundo e terceiro, respectivamente.


Seguiram-se Jehan Daruvala, que terminou onde começou e Théo Pourchaire, que cedeu a liderança do Campeonato ao vencedor da prova. O pole position da Feature Race Jack Doohan ficou em sexto, Frederick Vesti seguiu em sétimo com Enzo Fittipaldi, Liam Lawson e Marcus Armstrong completando o top 10.


COMO ACONTECEU

Calan Williams havia conquistado a pole após a penalidade de Drugovich, mas parou na volta de formação. À medida que o resto do pelotão avançava, ele foi destinado a uma largada no pit lane.


O homem da pole de fato Jake Hughes foi inundado na curva 1 com Drugovich reivindicando o terreno alto e a liderança da corrida. Iwasa fez uma grande largada e chegou ao segundo lugar depois de largar em quinto no grid, e Sargeant conseguiu subir de sexto para terceiro nas curvas iniciais.


Daruvala também estava em movimento, fazendo uma grande jogada em Pourchaire do lado de fora da curva 10 para tirar o quinto lugar do líder do campeonato. Jüri Vips agravou os problemas do francês, conquistando a sexta posição na curva 1 para abrir a volta 2.


Ninguém no top 10 escapou da zona DRS do motorista atrás quando ela foi habilitada. Sargeant estava voando e tendo feito a volta mais rápida na linha de chegada na volta 4 em forma de um movimento para dentro de Iwasa. Alguma direção defensiva astuta do piloto da DAMS forçou o americano a desistir da jogada, apertando-o até o ápice da primeira curva.


Vips não era tão tímido, mas depois de quase fazer um movimento semelhante em Daruvala com um mergulho na curva 1, desviou-se momentos depois na curva 4 em sua perseguição. Encalhado no cascalho, o incidente trouxe o Safety Car na volta 7.

Drugovich assume a liderança no início

Amaury Cordeel recebeu uma penalidade de stop/go de 10 segundos por estar fora de posição na linha do Safety Car um depois de ter sido implantado.


A corrida recomeçou na volta 9, com Drugovich adiantando-se na última chicane, deixando Iwasa e o resto atrás.


Olli Caldwell passou por Cem Bölükbasi para assumir a 15ª posição na volta 14 com assistência DRS. A ordem também mudou para a frente com Clément Novalak mergulhando do Trident de Richard Verschoor na curva 1 uma volta depois.


Williams estava em 17º em sua volta, mas não conseguiu passar pelo piloto turco. Um movimento para forçar o homem defensivo do Charouz Racing System quase abriu a porta para um movimento pouco ortodoxo. No interior da curva 3, o piloto da Trident não conseguiu encontrar uma rota, pois Bölükbasi resistiu à mudança. Com o DRS na reta principal na volta 18, a Williams finalmente conseguiu o movimento para ganhar o 16º.


Daruvala estava preso atrás da Van Amersfoort Racing de Hughes, mas finalmente conseguiu um passe DRS na volta 20 para subir para o quarto lugar. Pourchaire repetiu o movimento uma volta depois para liberar o piloto britânico. Doohan foi o próximo, Hughes sendo ultrapassado na curva 1 para a terceira volta consecutiva. Volta 23 e Vesti terminou em sétimo.

Sargeant à frente de Hughes e a caminho de seu primeiro pódio na F2

Fittipaldi não estava por perto, porém, fazendo uma jogada ambiciosa na curva 10 no VAR antes de Lawson e Marcus Armstrong, ambos passarem por Hughes na reta principal de uma só vez. Novalak aumentou a miséria de Hughes na curva 4 para rebaixá-lo novamente antes que o VAR fosse para os boxes, acabando por se aposentar da corrida.


Uma volta depois, Novalak foi quem caiu na ordem, largando na curva 9, mas conseguindo evitar as barreiras para voltar em 14º.


Na frente, Drugovich não foi contestado e a ordem permaneceu como estava depois que o Safety Car foi retirado. Iwasa e Sargeant completaram o pódio, com ambos os estreantes conquistando seus primeiros pódios na segunda divisão.


CITAÇÃO CHAVE – Felipe Drugovich, MP Motorsport


“Acho que merecemos isso depois de ontem. É uma pena a qualificação porque tínhamos tudo para ir para a pole, mas enfim. Seguimos em frente e tiramos o melhor proveito disso hoje. Então, estou muito feliz e espero que amanhã possamos fazer o mesmo”.


A VISÃO DO CAMPEONATO

A vitória de Drugovich o coloca cinco pontos à frente de Pourchaire e na liderança do Campeonato de Pilotos de F2 com 61 pontos. O restante dos cinco primeiros permanece como estava, com Daruvala em terceiro com 41, Lawson em quarto com 35 pontos e Richard Verschoor em quinto com 32.


A MP Motorsport alarga a sua vantagem sobre a ART Grand Prix no Campeonato de Equipas, 73 pontos contra 66 a favor da equipa holandesa. Hitech Grand Prix segue seis pontos atrás da ART em terceiro.


QUAL É O PRÓXIMO?

A ação da Fórmula 2 continua em Barcelona no domingo com a Feature Race às 06:35 horário de Brasília. Jack Doohan, da Virtuosi Racing, larga da pole e espera somar alguns pontos importantes para melhorar sua posição no Campeonato.

36 views0 comments