• Estante Do Esporte

TUDO EM ABERTO NAS SEMIFINAIS DA LIGA DOS CAMPEÕES DA CONCACAF

As duas equipes da casa conseguiram vencer os jogos de ida, com o Monterrey vencendo o Cruz Azul por 1 a 0 e o América vencendo por 2 a 0 o Philadelphia Union.

Isso significa que os times da casa já venceram 34 partidas nas semifinais do SCCL, em comparação com cinco derrotas e nove empates.


Isso claramente é um bom presságio para os times que perderam esta semana e para os fãs da Concacaf ansiosos por confrontos acirrados em setembro.


Antes de começarmos a olhar para essas partidas, vamos dar uma olhada nos melhores momentos da ação da semana:


Persistência compensa Richard Sanchez do Club América

No primeiro tempo da partida do América contra o Philadelphia Union, o Las Aguilas ganhou uma cobrança de falta em uma boa área. Richard Sanchez não aceitou, com a homenagem indo para Sebastian Cordova, o recém-retornado medalhista de bronze com o México.


No entanto, Cordova acertou a parede da União e, em vez de ficar parado, Sanchez aproveitou o momento. Ele disparou para a frente e acertou um chute com um golpe de perna direita que acertou um zagueiro do Union e foi para o fundo da rede para o gol inicial.


Maxi Meza inaugura Monterrey cedo

O Monterrey buscava um gol logo no início da partida, mas seus esforços foram rejeitados aos oito minutos. Um minuto depois, Rayados encontrou o que esperava: o gol de colocá-los à frente do Cruz Azul.


Veio de um belo cruzamento de Carlos Rodriguez, com o goleiro sem saber se deveria segurar o terreno ou sair da linha para reivindicá-lo. Ele tentou pegar a bola, mas percebeu que faltava depois de Maxi Meza acenar com a cabeça, passando por ele e indo para o fundo da rede. Ele estava fora para comemorar enquanto os fãs de Rayados no Estadio BBVA comemoravam a contagem.


As pontas dos dedos de Gudiño mantêm a série apertada

Com Jesus Corona lesionado e Sebastian Jurado recentemente voltando das Olimpíadas, coube a Andrés Gudiño fazer sua primeira estreia em uma competição da Concacaf na quarta-feira à noite.


O arremessador mexicano de 24 anos mostrou-se à altura da situação e talvez tenha sido o melhor no segundo tempo. Aos 69 minutos, Carlos Rodriguez cobrou um cruzamento alto e lateral que Rogelio Funes Mori fez uma cabeçada forte. A bola saiu para o canto superior da rede, mas Gudiño saltou e cruzou o corpo com a mão direita, acertando com a ponta dos dedos na trave e empurrando-a para a trave para manter a margem de 1-0.


Aguilera leva isso com confiança

Andre Blake é um dos melhores goleiros da região da Concacaf, como os fãs viram tanto na corrida do Union às semifinais do SCCL quanto quando Blake jogou com a Jamaica na Liga das Nações da Concacaf e na Copa Ouro da Concacaf.


Então, um pouco de nervosismo pode ser compreensível quando você está enfrentando um cara a cara com ele prestes a cobrar um pênalti. Não é assim para Emanuel Aguilera. O zagueiro veterano do América correu e acertou o chute bem onde queria, com Blake indo na direção contrária, dobrando a vantagem do América e dando a eles uma vantagem maior para defender.

1 view0 comments

Recent Posts

See All